Lojistas brasileiros conhecem artesanato do Vale do Jequitinhonha e Norte de MG

Quatorze lojistas de sete estados brasileiros ganham a estrada na próxima semana para a Trip to Origin ou viagem à origem, uma ação do Sebrae Minas e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede-MG) do Governo de Minas, para valorizar a identidade e origem do artesanato do Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas, e estimular a venda dos artesãos. A expedição, que tem início em Belo Horizonte, acontece até 29/5.

Durante oito dias, o grupo vai percorrer quase 2 mil quilômetros para visitar 16 núcleos de produção em 12 municípios: Diamantina, Minas Novas, Campo Buriti e Campo Alegre (distritos de Turmalina), Chapada do Norte, Berilo, Itinga, Santana do Araçuaí (distrito de Ponto dos Volantes), Itaobim, Caraí, Ferreirópolis (distrito de Salinas), Taiobeiras, Grão Mogol, Januária, Cônego Marinho e Pirapora. Entre as peças produzidas, estão as cerâmicas, inclusive as tradicionais bonecas do Vale do Jequitinhonha, esculturas em madeira, tecelagem e ornamentos feitos com plantas típicas da região, como sempre-vivas, capim dourado e bambu.

“O objetivo da Trip to Origin é aproximar artesãos de compradores nacionais, ampliando o acesso aos novos mercados e promovendo a valorização da origem das peças, traduzida na qualidade do design, riqueza dos detalhes e na diversidade de matérias-primas”, afirma a analista do Sebrae Minas Amanda Guimarães.

Além de gerar vendas diretas e encomendas, a viagem permite aos compradores conhecerem de perto a realidade dos artesãos e a identidade cultural que está presente em cada trabalho, dando a eles repertório para que seus clientes saibam da história que há por trás de cada peça. “Essa ação permite que os lojistas conheçam a origem e entendam o contexto em que as peças são criadas, incentivando o reconhecimento do território como produtor de artesanato com identidade e qualidade”, explica a analista do Sebrae Minas.

Confirmaram presença nesta expedição, lojistas de Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco, Sergipe, São Paulo, Alagoas e Distrito Federal. “Trip to Origin é uma ação do Sebrae realizada em parceria com o Governo de Minas que, em edições anteriores, gerou mais de R$ 200 mil em negócios para os artesãos mineiros. Este ano, nosso objetivo é superar esse resultado, ampliando as vendas do artesanato produzido em vários municípios e comunidades do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas”, afirma o subsecretário de Desenvolvimento Regional da Sede-MG, Douglas Cabido.

Incentivo
A Trip to Origin faz parte das estratégias do Sebrae Minas para a promoção do artesanato produzido no Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas, além da divulgação da identidade e origem do território como diferencial competitivo, contribuindo para o desenvolvimento econômico local, por meio de uma diferenciação sustentável e relevante de seus produtos e serviços.

Entre as iniciativas já desenvolvidas, está o apoio à criação da marca território ‘Vale do Jequitinhonha’, lançada no final do ano passado. Além disso, o Sebrae Minas incentiva a venda do artesanato mineiro em grandes eventos do segmento, dando maior visibilidade e divulgação do trabalho dos artesãos do estado.

Os artesãos têm acesso ainda às soluções voltadas para a gestão dos negócios e novas metodologias de trabalho, que utilizam a inovação e o design para o desenvolvimento de novas coleções e produtos, priorizando sempre a origem e a tradição local, além da promoção da cultura de cooperação entre as associações de artesãos. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!