Deputados discutem fiscalização de clínicas para dependentes

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Discutir a fiscalização de clínicas particulares voltadas para a internação involuntária de dependentes químicos, bem como medidas adotadas contra possíveis violações envolvendo maus-tratos, cárcere privado e trabalho análogo ao escravo, é o objetivo de audiência pública que a Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e Outras Drogas realiza nesta quarta-feira (23), às 10 horas.

A reunião será no Auditório do andar SE da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e foi solicitada pela vice-presidente da comissão, deputada Ana Paula Siqueira (Rede). Segundo ela, o pedido da audiência surgiu a partir do conhecimento de casos com suspeitas de excessos em relação ao tratamento dos dependentes químicos.

“Acompanhamos pela imprensa e por relato de familiares que nos procuraram várias reclamações sobre o serviço prestado por algumas clínicas particulares, algumas graves, relacionadas a maus-tratos”, afirma a parlamentar, para quem a comissão precisa ouvir essas famílias, especialistas e órgãos de fiscalização.

Para o debate, foram convidados representantes de órgãos como Ministério Público, Defensoria Pública, Comissão de Direito Humanos da OAB-MG, Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas e Secretarias de Estado de Saúde e de Desenvolvimento Social. Com ALMG

Don`t copy text!