Atlântico vence o Marreco em sua estreia na Liga Nacional de Futsal

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Na manhã deste domingo (23), o Atlântico de Erechim derrotou o Marreco por 2 a 0 na abertura do Grupo B da Liga Nacional de Futsal (LNF). O jogo, disputado no Caldeirão do Galo, em Erechim (RS), foi marcado por muita intensidade e força das duas equipes.

Apesar dos mais de cinco meses de paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), as equipes tiveram muitas chances e obrigaram os goleiros a darem um show para manter o placar fechado até a reta final. E, faltando pouco mais de cinco minutos para o encerramento da partida, os donos da casa forçaram a marcação na saída de bola do Marreco Futsal, Silva roubou a bola no campo de ataque e fez o passe para Cléber. Com calma, o pernambucano, que está na terceira temporada pelo Atlântico, fuzilou as redes do goleiro Carlos e abriu o placar.

Depois, os paranaenses do Marreco se atiraram para cima. E, já com o goleiro linha em quadra, acabaram levando mais um. O relógio apontava apenas um minuto para o final da partida, Grillo roubou a bola, que sobrou açucarada para Cléber, o nome do jogo, e ele não perdoou. De cobertura, fechou o placar. Atlântico 2, Marreco 0. Com o resultado, o Atlântico somou os três primeiros pontos no Grupo B da competição.

“É uma felicidade gigante. Ano passado também marquei dois gols na estreia. Treinamos muito forte e vamos em busca do melhor nessa Liga. Hoje também é o aniversário da minha avó. Dedico esses gols a ela”, vibrou o artilheiro do jogo.

Já o fixo Grillo destacou um dos pontos que vão se tornar rotina, ao menos por algum tempo, a falta de público nos ginásios: “Certamente eles gostariam de estar aqui e nós queríamos que eles estivessem. Mas agradecemos o pensamento positivo, isso é importante para que possamos seguir na temporada em busca de bons resultados”.

Já o técnico Giba destacou a ansiedade de sua equipe na estreia na competição: “Primeiro jogo é normal a ansiedade, algumas coisas não acontecerem como prevíamos, mas foi importante começar e somar a vitória”.

Do lado dos visitantes, o ala Ceará, que fez a estreia pelo Marreco Futsal, já que foi contratado junto ao Blumenau, destacou a volta do futsal e o equilíbrio da partida: “O que ocorreu aqui é normal nesse retorno. Muita garra e disposição dos dois lados. Infelizmente, falhamos em momentos importantes e acabamos perdendo. Não deu certo para nós hoje”. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!