Educação abre segunda chamada de convocação do processo seletivo para contratar psicólogos e assistentes sociais

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) divulgou a segunda chamada de convocação de candidatos selecionados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de psicólogos e assistentes sociais que irão atuar na rede estadual de ensino. Os candidatos convocados terão até o dia 30 de junho para realizarem a conferência de documentos, emissão e assinatura do contrato junto à sede das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) de sua região. A segunda convocação foi publicada em 21/6, no site da Educação.

O superintendente de Desenvolvimento e Avaliação da SEE/MG, Paulo Henrique Rodrigues, explica que caso o profissional selecionado não compareça à sede da SRE para a qual foi convocado no período correto perderá a vaga. “Os convocados têm sete dias úteis, após a data da publicação da segunda chamada, para assinarem os respectivos contratos”, salienta.

A iniciativa é inédita na rede estadual de ensino e representa um importante reforço no trabalho de desenvolvimento educacional dos estudantes e melhoria das relações na comunidade escolar. Ao todo, serão contratados 460 profissionais que serão integrados aos núcleos de acolhimento educacional, distribuídos nas 47 regionais de ensino no estado.

Veja aqui a lista dos convocados.

Em caso de dúvidas, os profissionais convocados poderão saná-las nas sedes das SREs ou nos e-mails que estão publicados no edital do processo, disponível no site da Educação.

Núcleos de Acolhimento Educacional
Os psicólogos e assistentes sociais atuarão, em duplas, nos Núcleos de Acolhimento Educacional (NAE), que funcionarão em todas as 47 regionais de ensino do Estado. “Se trata de uma política muito importante de apoio às unidades escolares no estado de Minas Gerais. A presença das duplas de psicólogos e assistentes sociais,  junto aos demais profissionais da educação, é um passo importante para que a gente possa melhorar o atendimento aos alunos e profissionais neste momento desafiador, pós-pandêmico”, revela o Superintendente de Desenvolvimento e Avaliação da SEE/MG.

O trabalho do psicólogo nos núcleos será o de acompanhar o ambiente escolar e participar do processo pedagógico sem realizar uma atuação clínica. Já o assistente social deverá garantir orientações para a comunidade escolar quanto ao respeito e clareza dos direitos e deveres individuais e coletivos, com foco na melhoria das relações de ensino e aprendizagem.

Os Núcleos de Acolhimento Educacional vão auxiliar no processo de ensino-aprendizagem, com o objetivo de prevenir e minimizar os problemas educacionais, além de orientar a equipe gestora na mediação de conflitos. As SREs serão as responsáveis por organizar a implementação dos núcleos, de acordo com a necessidade de atendimento.

Eles funcionarão em escolas-polo e farão um trabalho itinerante nas escolas da região, atuando de acordo com a demanda. Foram priorizadas as cidades cujas escolas e regionais apresentaram mais registros de situações de violação de direitos dos estudantes na rede estadual de ensino. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!