Veja cinco coisas que você precisa saber sobre a fístula obstétrica

Este 23 de maio é o Dia Internacional para Acabar com a Fístula Obstétrica.

Este ano, o tema é “Acabe Agora com a Fístula: Invista em Cuidados de Saúde de Qualidade, Empodera as Comunidades”.

Problemas mentais
A fístula é uma ruptura no canal vaginal geralmente causada por partos demorados ou obstruções na hora de dar à luz, e pela ausência de cuidados médicos. A fistula obstétrica causa incontinência e vazamento das fezes.

Se não for tratada, pode gerar infecção, doença e infertilidade. Muitas mulheres acabam marginalizadas, estigmatizadas e isoladas.

E em alguns casos, elas são abandonadas por maridos, parceiros e família, perdem oportunidades de empregos, são lançadas na pobreza e podem até começar a sofrer de problemas mentais.

Casamento infantil
A fístula obstétrica é também uma doença de países pobres e do sistema de saúde precário. Em nações ricas, ela quase não existe. Em todo o mundo, 500 mil meninas e mulheres vivem com o problema.

Meninas jovens demais ou vítimas de casamento infantil são mais propensas à fístula obstétrica.

O Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) lembra que essa é uma lesão evitável e tratável. Em 55 países, a agência lidera uma campanha para acabar com a fístula. A lesão pode ser tratada com uma cirurgia de reconstrução do canal vaginal, mas muitas mulheres e meninas não sabem acessar os cuidados ou as informações.

Cirurgias reparadoras
Somente o Unfpa já apoiou 120 mil cirurgias reparadoras.

A fístula é a causa de 8% dos casos de mortes maternas e em 90% das ocorrências resulta na morte do bebê.

As meninas e mulheres mais afetadas vivem em mais de 55 países na África Subsaariana, Ásia e Pacífico, Estados Árabes, América Latina e Caribe.

Os países-membros da ONU aprovaram uma resolução para acabar com a fístula até 2030.

A fístula obstétrica é um tema de desenvolvimento e de saúde pública, mas é também uma questão de direitos humanos. Um assunto que dá a cada um o direito à saúde, à vida e à dignidade. Com ONU News

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!