Europa intensifica medidas restritivas para conter coronavírus

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Países europeus estão reforçando diversas medidas restritivas para combater o coronavírus.

Na Itália, o número de fatalidades aumentou em mais de 650 no domingo, ultrapassando 5.400 casos. O país também registrou cerca de 5.500 novos casos de indivíduos infectados, elevando o total para mais de 59 mil.

O governo está reforçando suas medidas de isolamento. Todas as empresas e negócios que não produzam serviços essenciais foram ordenados a fechar as portas.

A Espanha ampliou o período de estado de emergência após o total de mortes por coronavírus no país ter aumentado em cerca de 30% em um único dia, alcançando a marca de 1.720.

O premiê espanhol Pedro Sanchez falou no domingo que o estado de emergência será estendido até o dia 11 de abril. O governo da Espanha disse que vai manter em vigor as restrições de circulação da população, e vai tomar medidas tais como a utilização de hotéis como hospitais temporários.

A chanceler alemã Angela Merkel convocou a população, no domingo, a ficar em casa e evitar sair a não ser que estritamente necessário como para se locomover ao trabalho ou ir ao hospital. Merkel também afirmou que restaurantes só serão permitidos a oferecer entrega ou disponibilizar a retirada de comida no local.

Logo após o pronunciamento, Merkel se colocou em autoisolamento ao saber que o médico que a vacinou contra pneumonia na sexta-feira testou positivo para o coronavírus. Com informações da TV NHK do japão

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!