PM prende bando que matou fazendeiro em São José da Varginha com requintes de crueldade

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Policiais militares prenderam três suspeitos do roubo a um casal de fazendeiros, ocorrido na comunidade de Fundão, zona rural de São José da Varginha, na noite de quinta-feira, 21 de março. O trio foi preso no início da madrugada deste sábado (23), na rodovia MG-238, zona rural de Maravilhas.

Também foi apreendido um adolescente, envolvido no delito. Na tarde de sexta-feira (22) foi presa uma mulher de um dos autores, de 21 anos, com participação no crime.

Após o crime, equipes da Polícia Militar continuaram em rastreamento e levantamentos sobre a motivação e autoria, sendo apurado que os suspeitos seriam três indivíduos de 20, 23 e 25 anos, o adolescente de 15 e uma mulher de 21, companheira do suspeito de 25 anos.

No início da tarde de sexta (22), com informações de militares de Pará de Minas, a mulher foi presa no município de Barbacena, quando fugia de ônibus, para o Rio de Janeiro, ocasião em que confessou sua co-autoria no roubo, dando detalhes do planejamento e motivação. Após trabalho rápido da Polícia Civil e Justiça, já havia sido emitido mandado de prisão preventiva contra a autora, o que facilitou sua prisão.

De acordo com o relato da mulher de 21 anos e com outras informações obtidas pela Polícia Militar, o companheiro dela 25 anos havia sido demitido em data anterior e na manhã de quinta (21), outro autor de 20 anos, também foi demitido. Eles vinham planejando o assalto, com o objetivo de se apossarem de uma quantia em dinheiro, que o proprietário teria em um banco, o obrigando a assinar folhas de cheques para sacarem o dinheiro.

O autor de 25 anos chegou a ir até uma agência bancária onde a vítima tinha conta, para fazer uma previsão de saque de uma quantia elevada. Informados por uma funcionária da fazenda, namorada de um dos autores, de que a vítima também mantinha a quantia R$ 10 mil em dinheiro na residência, o grupo também almejava roubar esse dinheiro. Porém, não conseguiram sucesso, nem no saque do dinheiro do banco, nem na localização deste suposto dinheiro.

Os militares receberam denúncia anônima indicando que os criminosos foram avistados caminhando pela rodovia, próxima a Pequi e os localizaram no trecho que liga Maravilhas a Cachoeira da Prata, em uma mata.

Os marginais confessaram o crime, confirmando que a motivação era tentar extorquir o dinheiro da vítima que estava no banco e a outra suposta quantia em dinheiro.

O criminoso de 25 anos confessou ser ele o autor das facadas que causaram a morte do homem de 60 anos e outro ex-funcionário de 20 anos, demitido na manhã do dia dos fatos, confessou ter passado com a camionete sobre a vítima, que estava amarrada. Ele também confessou ter sido o autor das pauladas contra a esposa do proprietário da fazenda, de 54 anos.

PMMG/Divulgação

O adolescente mostrou aos policiais onde havia escondido uma espingarda, calibre .20, de propriedade da vítima, roubada pelo grupo, no momento do crime, que foi apreendida. Os infratores confessaram também terem furtado em um sítio, outra espingarda, usada no roubo, que não foi localizada.

Conforme seus próprios relatos, os quatro autores planejaram os detalhes do roubo, em um bar, em São José da Varginha, durante reunião em que também participou a companheira do autor de 25 anos, presa em Barbacena e que chegaram à fazenda de táxi.

Os marginais de 20, 23 e 25 anos foram presos e o adolescente de 15 anos foi apreendido, sendo encaminhados à Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas, juntamente com os materiais apreendidos.

Os infratores de 15, 20 e 23 anos, moravam em São José da Varginha, mas são originários de Cordisburgo-MG, para onde tentavam fugir. Já o autor de 25 e a mulher de 21 anos são naturais de Exu-CE e estavam residindo em um hotel na Rua Tiradentes, Centro, em Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!