Governo do México anuncia programa social para combater furtos de combustíveis

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os moradores de Tlahuelilpan, no estado de Hidalgo no México, despedem-se de amigos e parentes que perderam a vida na explosão de um gasoduto da Petróleos Mexicanos (Pemex) há quatro dias. Pelos dados oficiais, são registrados 94 mortos enquanto 43 feridos permanecem internados.

Ontem (22), o presidente Lopez Obrador anunciou o Plano de Desenvolvimento do Bem-Estar, destinado a 91 municípios, nos quais passam gasodutos e onde os furtos e roubos de combustíveis são rotineiros. Segundo ele, o objetivo é promover mecanismos de subsistência com qualidade de vida para cerca de 668 mil mexicanos.

Para Obrador, os furtos se tornaram freqüentes pela falta de perspectivas e ações concretas para ajudar populações carentes e menos favorecidas. O plano inclui oito ações sociais direcionadas para jovens, pessoas da terceira idade e com deficiências.

Acidente
A explosão em Hidalgo, que fica a cerca de 100 quilômetros da Cidade do México, ocorreu no sábado (19). A suspeita é que foi motivada pela perfuração clandestina do gasoduto. Havia crianças e mulheres no local.

O furto de combustíveis no México se tornou um problema nacional. Na semana passada, o presidente da República concedeu entrevista coletiva, na qual detalhou um plano de governo para combater esse tipo específico de crime. Com Agência Brasil/Notimex

PUBLICIDADE
Don`t copy text!