Escaladores brasileiros estão desaparecidos na Patagônia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Dois brasileiros estão desaparecidos no Monte Fitz Roy, no Parque Nacional Los Glaciares, na Patagônia argentina. O capixaba Fabrício Amaral e o mineiro Leandro Ianotta fizeram contato pela última vez na sexta-feira (19). Em seu perfil na rede social Instagram, Ianotta chegou a relatar que a primeira investida no local foi “incrível”, mas que, em razão do vento forte, eles teriam optado por descer e esperar uma “janela” para continuar a caminhada.

À Agência Brasil, o vice-presidente da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada, Natan Fabrício, informou que uma equipe de busca foi enviada ao local, mas um dos resgatistas se acidentou gravemente e o grupo precisou voltar. As buscas, neste momento, segundo ele, permanecem suspensas em razão do mau tempo.

Fabrício explicou que os dois brasileiros têm boa experiência em escalada e que o local onde eles desapareceram não é para iniciantes. “Difícil acesso, difícil escalada. Não é fácil chegar”, disse. A expectativa dos amigos e da família é que uma janela se abra – termo utilizado para definir o momento em que o tempo ruim cessa e surge um intervalo de três ou quatro dias de tempo bom.

Por meio de nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que o Consulado do Brasil em Buenos Aires acompanha o caso dos brasileiros e está em contato com as famílias, prestando a assistência consular cabível. Com Agência Brasil

Don`t copy text!