J Balvin lidera indicações ao GRAMMY Latino 2018

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O colombiano J Balvin dominou amplamente as indicações ao prêmio GRAMMY Latino 2018, divulgadas na manhã desta quinta-feira, pela Academia Latina de Gravação. Intérprete e um dos autores do sucesso mundial “Mi Gente”, o artista recebeu oito indicações, incluindo duas na categoria “Melhor Gravação do Ano” (a já citada “Mi Gente”, com Willy William, e “X”, com Nicky Jam), além de “Melhor Álbum do Ano” (“Vibras”) e “Melhor Álbum de Música Urbana”. Somente na categoria “Melhor Canção Urbana”, Balvin recebeu três das cinco indicações possíveis.
Outro destaque deste ano no principal prêmio da música latina é a cantora espanhola Rosalía, cujo sucesso “Malamante” recebeu nada menos que cinco indicações. O porto-riquenho Kany Garcia, a mexicana Natalia LaFourcade, o uruguaio Jorge Drexler e a revelação mexicana El David Aguilar tiveram quatro indicações, cada um.

O Brasil teve dois representantes em três das quatro principais categorias do prêmio. Chico Buarque concorre a “Melhor Álbum do Ano”, com “Caravelas” (Biscoito Fino), e a surpreendente cantora Anaadi foi lembrada em “Revelação” e “Melhor Gravação do Ano”, com “É Fake (Homem Barato)”, do álbum “Noturno” (Jasmine Music).

Outra indicação significativa foi a da cantora Anitta, com o sucesso “Downtown”, para “Melhor Canção Urbana”. O single tem participações de J Balvin (co-autor da faixa, ao lado da brasileira), Justin Quiles e Alejandro Ramírez. Já Yamandu Costa, Hamilton de Holanda Trio, Airto Moreira e Hermeto Pascoal fizeram o Brasil dominar a categoria “Melhor Álbum Instrumental”, com quatro de cinco indicações possíveis. Hermeto Pascoal e sua Big Band também foram indicados ao prêmio de Melhor Álbum de Jazz Latino/Jazz.

Na categoria “Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa)”, o domínio foi total da gravadora MK Music, com as indicações de Fernanda Brum, Cassiane, Anderson Freire, Pr. Lucas e Léa Mendonça. Já na categoria “Melhor Álbum Infantil Latino”, Mundo Bita foi indicado pelo álbum “Bita e a Natureza”. Tivemos ainda um representante indicado para “Melhor Álbum de Música Clássica”: o Brasil Guitar Duo & David Amado, com “Leo Brouwer: The Book Of Signs, Paulo Bellinati: Concerto Caboclo”

O Brasil foi lembrado também em três categorias técnicas: “Melhor arranjo” (Luiz Cláudio Ramos, por “Massarandupió”, de Chico Buarque, e ainda Vagner Cunha, por “Campos Neutrais”, de Vitor Ramil), “Melhor Projecto Gráfico de Um Álbum” (Daniel Eizirik, pelo disco “Meio Que Tudo É Um”, do grupo Apanhador Só) e “Melhor álbum de engenharia de gravação” (“Noturno”, da cantora Anaadi, gravado pelos engenheiros Leo Bracht e Felipe Tichauer, e “Rei Ninguém”, de Arthur Nogueira, gravado por Thiago Baggio e Rodrigo Sanches).

Confira aqui todos os indicados ao GRAMMY Latino 2018, cuja cerimônia será realizada, no dia 15 de novembro, no MGM Grand Las Vegas. Com Portal Sucesso

PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido!