Morre por COVID-19 segundo tripulante de navio em quarentena no Porto de Santos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Um segundo tripulante do navio Costa Fascinosa, atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, morreu por covid-19, no domingo (19). De nacionalidade filipina, o homem de 42 anos morreu em um hospital da cidade de Santos. A informação foi confirmada pela empresa Costa Cruzeiros, responsável pelo navio, e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ele havia desembarcado para atendimento de emergência e estava internado em estado grave. Segundo a Anvisa, o homem fazia parte do grupo de dez tripulantes que desembarcaram do Costa Fascinosa para receber atendimento hospitalar. Até o momento, quatro tripulantes do navio ainda estão internados, sendo um em estado grave.

A empresa informou que está em contato com a família da vítima para dar o apoio necessário neste momento. No dia 16, já havia sido confirmada a morte do primeiro tripulante no navio: um médico italiano de 70 anos, que também estava em um hospital da cidade.

Navio em quarentena
O Costa Fascinosa está atualmente em Santos, onde permanecerá em quarentena até 26 de abril com tripulantes ainda a bordo, de acordo com previsão atual da Anvisa. Caso haja identificação de novos casos suspeitos, a quarentena será prorrogada. Segundo a Costa Cruzeiros, no final deste processo, o programa de desembarque será decidido de acordo com as autoridades de saúde locais envolvidas.

De acordo com a Anvisa, 452 tripulantes ainda estão a bordo da embarcação. O navio de cruzeiros chegou a Santos com 764 tripulantes no dia 17 de março e dois dias depois a embarcação foi colocada em quarentena.

Os primeiros tripulantes com necessidade de atendimento médico desembarcaram do Costa Fascinosa no dia 25 de março e o último desembarque aconteceu no dia 4 de abril, ao todo dez pessoas deixaram a embarcação. Desde então ninguém do navio precisou ser removido para atendimento de emergência.

Em 5 de abril, 75 tripulantes brasileiros deixaram a embarcação e 227 tripulantes filipinos também deixaram a embarcação no dia 11 de abril para retorno ao seu país por voo fretado. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!