Em São Paulo número de mortes por coronavírus triplicam em 15 dias

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Dados da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, divulgados ontem (21), mostram que chegou a 1.093 o número de mortes causadas por coronavírus, registradas até esta terça-feira, desde quando foi diagnosticado o primeiro caso no estado, em fevereiro. Em 7 de abril, há 15 dias, o acumulado era 371 óbitos, ou seja, três vezes menos.

De acordo com o governo estadual, os mortos são 642 homens e 451 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais (77,8% dos casos). Os dados mostram ainda que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (284 casos), seguida por 60-69 anos (243) e 80-99 (234). Também morreram 90 pessoas com mais de 90 anos. Há também alta mortalidade entre pessoas de 50 a 59 anos (130 do total), seguida pelas faixas de 40 a 49 anos (65), 30 a 39 (36), 20 a 29 (8) e 10 a 19 anos (3).

No estado, os principais fatores associados à mortalidade são cardiopatia (61,5% dos óbitos), diabetes (42,9%), pneumopatia (14,2%), doença neurológica (11,7%) e doença renal (10,8%).

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, em 97 cidades de São Paulo foi registrado, pelo menos, uma morte causada por covid 19. Esse número era de 41 municípios há 15 dias.

Até hoje, foram registrados 15.385 casos confirmados da doença no estado, em 239 cidades paulistas. No dia 7 de abril, eram 5.682 casos, em 121 municípios. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!