Fernanda Brum festeja “o melhor álbum da carreira”

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Com 25 anos de carreira, a carioca Fernanda Brum tem quatro discos finalistas na categoria Música Cristã em Língua Portuguesa no Latin GRAMMY, mais importante prêmio da indústria musical latino-americana. Dois deles receberam o gramofone dourado – “Eternidade”, em 2015, e ‘Som da Minha Vida”, no ano passado. Apesar disso, a artista considera seu próximo lançamento, “Terceiro Céu”, prestes a ser lançado pela MK Music, o melhor de sua carreira. “Sou inquieta, busco sempre aperfeiçoar meu trabalho. Mas neste novo álbum reunimos um time de profissionais tão bom, tão diferenciado, que o resultado ficou surpreendente, superior a tudo que fiz até hoje”, afirma ela, comparando o projeto, em sonoridade, a Profetizando às Nações, lançado por ela em 2008.

Produzido e arranjado por Emerson Pinheiro, o álbum foi gravado e mixado no Temple Studio, na Full Sail University, em Orlando (EUA). A engenharia de som ficou a cargo de Darren Schneider, premiado profisssional que já trabalhou com nomes como Deep Purple e Beyoncé. O local é reconhecido como um dos melhores dos Estados Unidos a oferecer cursos nas áreas de áudio e vídeo. No início de fevereiro, por ocasião da cerimônia do GRAMMY Awards, uma matéria publicada no portal Orlando Weekly citava vários profissionais que fizeram cursos na Full Sail University e que estavam envolvidos em álbuns finalistas de artistas como Ariana Grande, Kendrick Lamar, Cardi B e Lady Gaga. E por conta da moderna estrutura da universidade, o Temple Studio com frequência recebe artistas interessados em gravar ali.

Voltando a Fernanda Brum, ao longo de duas semanas foram registradas no local as 11 faixas do álbum, com resultado sonoro, segundo a cantora, diferente do tudo o que ela já fizera. “Gravei usando um microfone especial, com cápsula triangular, que não permitia que o som se espalhasse na sala. Foi uma dica do Darren, que queria que minha voz soasse totalmente verdadeira, cristalina, e não ‘robótica’, com efeitos, como algumas gravações de estúdio”, explica Fernanda, autora de parte das canções. Uma das que ela considera mais representativas é “I Will Trust in You’ (‘Eu Confio em Ti”), que traz a participação de Shanna Saint, importante cantora gospel norte-americana. Essa faixa, a única com arranjos de Rafael Carvalho, é apresentada em duas versões, inglês e português.

Singles em sequência
“I Will Trust in You’ (“Eu Confio em Ti”) será a primeira canção a ser promovida nas plataformas digitais, incluindo o YouTube, já que as gravações foram registradas em vídeo. Segundo Fernanda, a MK deverá fazer os lançamentos em sequência, com intervalo de duas semanas entre um e outro. Após “I Will Trust…”, deve ser promovida “És Real Pra Mim”, cujo clipe será gravado no Rio de Janeiro. “Esta música ficou muito parecida com os trabalhos que o Darren faz na Elevation Church, nos Estados Unidos. É um hit congregacional. A instrumentação ganha um destaque especial, com guitarras, teclados e sintetizadores”, explica a cantora. Na sequência, deve sair o single de “Escada de Jacó”. Compõem ainda o repertório “Noiva Prudente’, “Limpe o Palco”, “Apague as Luzes”, “João Batista”, “Meu Chamado”, “Não Desista” e “A Fonte”.

Além do lendário local de gravação e do trabalho de pós-produção de Darren Schneider, Terceiro Céu contou com respeitados músicos nacionais e norte-americanos – Dedy Coutinho, Mateus Asato, Dan Needham, Duda Andrade, Serginho Herval (Roupa Nova), Renan Martins e Tim Pierce. “Todos os músicos são renomados. O Serginho é super ocupado, com o estúdio dele e os shows do Roupa Nova, mas topou gravar conosco – e foi maravilhoso. Alguns são reconhecidos internacionalmente. É o caso do Tim Pierce, que já trabalhou com Bruce Springsteen, Bon Jovi, Elton John e Phil Collins. A guitarra roqueira dele fica evidenciada em Deus me Fez Vencer”, explica o produtor Emerson Pinheiro. Com Portal Sucesso

PUBLICIDADE
Don`t copy text!