Egídio convoca a torcida do Cruzeiro para jogo decisivo contra o Patrocinense

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Cruzeiro, invicto na temporada, segue se preparando para as inúmeras decisões que terá pela frente, seja pelo Estadual ou pela Conmebol Libertadores. O início desta maratona decisiva se inicia neste sábado, quando a equipe celeste recebe o Patrocinense, no Mineirão, em jogo válido pelas quartas de final do Campeonato Mineiro. A partida será única, e o lateral esquerdo Egídio, que cumpriu suspensão contra a Caldense, falou das dificuldades do Clube até alcançar a reta final da competição.

“Nós, jogadores de time grande, a hora que mais gostamos no campeonato são os momentos decisivos. Agora entrou na reta final, mas sabemos o tanto que é difícil pra gente no começo do campeonato, voltando de férias, jogando no interior, é sempre um pouco mais complicado, mas chega nessa fase tudo melhora. Então, a gente sabe da dificuldade de jogar uma partida decisiva, mas nós estamos preparados para fase final e vamos entrar também na semana de Libertadores. Estamos no caminho certo”, declarou.

O Cruzeiro enfrentou esse mesmo adversário das quartas de final durante a primeira fase no Mineirão e venceu por 1 a 0, gol marcado por David. Egídio acha que para essa partida a equipe estará mais entrosada, com mais ritmo de jogo e principalmente vai contar com o apoio dos torcedores. Crianças e mulheres entram gratuitamente ao jogo.

“Estamos com o time mais solto, que já consegue fazer o que o professor manda. O que a cabeça pede o corpo já consegue responder da melhor forma, então estamos em um nível muito bom, mas sempre temos a crescer. Sabemos que será um jogo difícil, mas jogando em casa diante do nosso torcedor, e com a boa ação que o Cruzeiro está fazendo com mulheres e crianças não pagando, o estádio com certeza terá um número muito bom de torcedores e a gente sabe o quanto eles são importantes e juntos somos mais fortes”, disse o lateral.

De fora da última partida por conta do terceiro cartão amarelo, o lateral esquerdo foi bastante assediado durante a semana pelo belíssimo gol de falta feito diante do Tupi, na penúltima rodada da primeira fase. O lateral atribuiu a perfeição da cobrança de falta aos muitos treinos realizados na Toca 2.

“Tudo que a gente faz no jogo é fruto de treinamento, e é por isso que levamos o treinamento muito a sério. O que você treina é o que você faz no jogo. Temos que aproveitar, às vezes os melhores momentos nossos na partida são as batidas na bola, então temos que aperfeiçoar muito mais para ajudar o Cruzeirão”, revelou.

Único invicto da competição regional, o Cruzeiro carrega mais um ótimo retrospecto perante as equipes do interior do estado. Há quase quatro anos a Raposa não sofre derrotas. O último revés celeste e único para equipes de fora de Belo Horizonte aconteceu em 2015, para a Tombense. Apesar dos excelentes números, Egídio não se apega a eles. Segundo o lateral, o futebol é resolvido no momento, dentro das quatro linhas e é preciso mostrar vontade para conquistar o resultado.

“Pra ser sincero essas notícias de números nem chegam até nós. Sabemos que o futebol é momento, na hora que você entra em campo é 11 contra 11, então o que temos que fazer é jogar bola e é o que estamos mostrando. A maioria dos nossos gols saem de jogadas trabalhadas. Estamos criando bastante e isso não pode mudar. Números então não nos interessam, pode interessar depois do jogo, na hora que classificar”, concluiu. Com site do Cruzeiro

PUBLICIDADE
Don`t copy text!