Fluxo de investimento estrangeiro direto registrou forte recuperação em 2021

O fluxo de investimento estrangeiro direto subiu 77% em 2021, na comparação com 2020. A forte recuperação no período superou até os níveis da pré-pandemia.

A Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, revelou que no ano passado as transações do tipo totalizaram US$ 1,65 trilhão. Em 2020, o volume de investimento estrangeiro direto havia sido de US$ 929 bilhões.

Brasil e Estados Unidos
A Unctad explica que as economias desenvolvidas tiveram a maior alta, com o fluxo de investimento direto totalizando US$ 771 bilhões no ano passado, ou três vezes mais do que os baixos níveis de 2020.

Nos Estados Unidos, o mercado de fusões e aquisições foi o principal responsável por fazer com que os fluxos de investimento estrangeiro subissem 114%. Na União Europeia, a alta foi de 8%, enquanto o Brasil viu o volume de investimento estrangeiro direto dobrar para US$ 58 bilhões, depois de níveis baixos em 2020.

A Unctad revela também que nos países em desenvolvimento, a alta foi de 30%, com o investimento estrangeiro direto batendo a marca de US$ 870 bilhões, sendo a maior aceleração observada no leste da Ásia.

Confiança do investidor
Houve aumento também na África, sendo que o total de fluxo de investimento estrangeiro mais que dobrou, inflacionado por uma única transação financeira ocorrida na África do Sul.

Segundo a Unctad, a confiança do investidor está forte no setor de infraestrutura, devido a condições de financiamento favoráveis a longo prazo e pacotes de estímulo de recuperação.

Os acordos de projetos financeiros internacionais subiram 53% em números e 91% em valor no ano passado, com os principais aumentos em regiões de alta renda da Ásia e da América Latina.

Por outro lado, a confiança do investidor na indústria e nas cadeias globais de valores continua fraca. Não houve praticamente alterações no total de anúncios de criação de companhias subsidiárias em outros países, sendo que houve até queda de projetos do tipo na indústria eletrônica.

A Unctad prevê que o fluxo de investimento estrangeiro direto continue sendo positivo em 2022, especialmente porque os financiamentos internacionais nos setores de infraestrutura continuarão tendo um momento de crescimento. Mas a Conferência alerta que a duração da crise de saúde e novas ondas de casos de Covid-19 continuam sendo riscos e geram incertezas no mercado. Com ONU News

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!