Ministério Público belga revela que suposto terrorista é marroquino

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Google Maps

O Ministério Público da Bélgica anunciou hoje (21) que o suposto terrorista, responsável pela detonação ontem à noite, de uma pequena carga explosiva na estação central de Bruxelas e que foi morto por militares, é um marroquino de 36 anos, morador do bairro de Molenbeek. As informações são da agência de notícias EFE.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O porta-voz do Ministério Público, Eric Van der Sypt, também confirmou em uma entrevista coletiva que a mala detonada pelo homem levava “pregos e pequenas garrafas de gás”, mas que ele não tinha nenhuma arma de fogo ou facas, nem tampouco um cinto com explosivos, como foi divulgado anteriormente pela imprensa local.

A polícia da Bélgica realiza nesta quarta-feira uma operação na residência do suposto terrorista. A intervenção acontece no bairro de Molenbeek, em Bruxelas, bem próximo de Anderlecht.

A imprensa belga diz que o suspeito tinha 37 anos e morava em Molenbeek, bairro conhecido por ter servido de abrigo para supostos terroristas no passado.

A Agência Belga afirma que ele não era fichado em casos de terrorismo, mas era conhecido pela Justiça por tráfico de drogas, segundo fontes governamentais. A Promotoria federal informará hoje, em uma entrevista coletiva, mais detalhes da investigação. Com Agência Brasil/Agência EFE

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!