Ceresp de Contagem implanta 18 câmeras de circuito fechado de TV

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Gil Leonardi/Imprensa MG

O Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Contagem acaba de instalar um circuito fechado de televisão, composto por 18 câmeras, visando mais segurança dos servidores e acautelados. As câmeras foram espalhadas por toda a unidade e quatro agentes trabalham no monitoramento 24h. O investimento foi de R$ 36 mil, provenientes de verbas de prestação pecuniária.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

De acordo com o diretor-geral do Ceresp Contagem, Rodrigo Malaquias, o monitoramento tem sido muito eficaz desde a inauguração. “As câmeras auxiliam na segurança e colaboram para a fiscalização do cumprimento da pena. Elas são capazes de registrar subversões da ordem por parte dos presos bem como o possível desvio de conduta de servidores”, explica.

O projeto foi criado pelo Conselho da Comunidade da cidade e aprovado pelo juiz Wagner Cavalieri, da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Contagem. Em visita ao local, Cavalieri disse que o trabalho executado no Ceresp é digno de elogios.

“Isso aqui só materializa e exemplifica como é importante nós atuarmos em sintonia, com uma sinergia que falta tanto hoje. Espero que seja o primeiro de muitos para melhorar as condições de trabalho da unidade”, afirmou o magistrado.

O secretário de Estado de Administração Prisional, Francisco Kupidlowski, também esteve no Ceresp para prestigiar a unidade. Na oportunidade, ele elogiou a iniciativa e disse que o projeto é uma reunião de cidadania.

“São pequenas ações que atendem a muitos e minimizam os problemas. Os senhores são heróis anônimos, e o povo não vê o que vocês passam. O trabalho de vocês merece toda a nossa consideração. Tudo o que pudermos fazer para ajudar o servidor, nós faremos”, disse o secretário.

A inauguração oficial também reuniu otras autoridades. Representando a Seap: o secretário adjunto, Robson da Silva, o subsecretário de Segurança Prisional, Washington Clark, a subsecretária de Humanização do Atendimento, Emília Castilho, e o subsecretário de Gestão Administrativa, Logística e Tecnologia, Wilson Gomes. Além disso, presenças registradas do presidente e o tesoureiro do Conselho da Comunidade, pastor Divino Antônio e Welton de Jesus Reis, respectivamente, do comandante da Guarda Municipal, Levir Sampaio, e do defensor público, Carlos Frederico de Lima.

Nova gestão
A unidade prisional trocou de direção há oito meses. Rodrigo Malaquias era diretor de Atendimento no Presídio Antônio Dutra Ladeira e foi convidado para assumir o Ceresp de Contagem. Agente de segurança penitenciário com 14 anos de carreira, Rodrigo aceitou o desafio e, nesse pouco tempo de gestão, já realizou melhorias significativas na unidade.

O Ceresp foi praticamente todo reformado. Ganhou pintura e iluminação novas, tanto na área externa quanto na interna, troca de móveis, reparos na instalação elétrica, chuveiro elétrico para o servidor, reforma na cozinha, entre outros. Tudo isso foi feito, mês a mês, com a verba de despesas miúdas. Segundo Rodrigo, setores onde antes havia apenas uma mesa com um servidor, hoje abrigam quatro lugares para os funcionários trabalharem.

As benfeitorias trouxeram mais segurança para unidade e melhoraram o ambiente de trabalho. “Esses reparos corroboraram muito para a autoestima e o serviço desempenhado pelos funcionários. Notamos melhorias não só para os servidores como também para população carcerária”, ressaltou o diretor-geral. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!