Projeto possibilita passeios virtuais a espaços específicos da Funed, Fapemig e UFMG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Neste momento de isolamento social, uma boa opção para aprender e se distrair é visitar os centros de ciência de Belo Horizonte sem sair de casa. Por meio do projeto Minas Faz Ciência, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), o público agora pode conhecer o interior da Fundação Ezequiel Dias (Funed), da própria Fapemig e do Espaço do Conhecimento da UFMG. Todos os registros dos locais estão disponíveis online a partir de fotografias imersivas em 360 graus que podem ser conferidas neste link.

A iniciativa é parte de um estudo proposto pelos jornalistas Lorena Tárcia e Breno Ribeiro, com colaboração de estudantes de instituições de ensino superior da capital. O objetivo é desenvolver uma metodologia para planejamento e utilização da ferramenta Tour Creator, da Google, por pesquisadores, professores e estudantes de ensino fundamental.

O projeto tinha lançamento previsto para junho, mas, com o período de isolamento social, as produções em andamento foram antecipadas, para que a população tenha acesso aos centros de ciência e pesquisa já fotografados. Registros de outros cinco espaços estavam agendados, mas foram suspensos devido ao novo coronavírus.

Primeiro passeio
Os três primeiros passeios virtuais publicados nesta terça-feira (14/4) no site do projeto Minas Faz Ciência 360º, são um tour por uma instituição fundamental para Minas Gerais neste momento, a Funed. As visitas virtuais permitem passear pela biblioteca e pela réplica do laboratório do pesquisador Ezequiel Dias, de 1907. Também é possível conhecer de perto as cobras, as aranhas e os escorpiões do serpentário, além de entrar no caminhão do projeto Ciência em Movimento.

Na próxima semana, serão publicados os passeios pelo Espaço do Conhecimento da UFMG e instalações da Fapemig. Clique aqui para conhecer o projeto. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
Don`t copy text!