Turismo doméstico é aposta para revitalizar setor pós-pandemia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O setor do turismo, fortemente afetado pela pandemia do novo coronavírus, conta com uma chance de se revitalizar com base no aumento das viagens domésticas.

Esta é a previsão da Organização Mundial do Turismo (OMT), divulgada num terceiro documento de análise sobre a Covid-19 e o Turismo.

Chances e oportunidades
O estudo mostra que muitos países estão oferecendo incentivos aos viajantes nacionais. Para a agência, a compreensão do turismo doméstico e as chances e oportunidades oferecidas pela área podem tirar o turismo como um todo da crise.

Em 2018, quase 9 bilhões de viagens domésticas foram feitas em todo o mundo, um número que equivale a seis vezes mais que os 1,4 bilhão de bilhetes internacionais impressos.

O documento da OMT também lista maneiras nas quais os destinos ao redor do mundo têm dado passos proativos para aumentar o turismo doméstico. Como viagem de bônus para os trabalhadores e outros incentivos para que os cidadãos conheçam melhor seu próprio país.

Itália e Costa Rica
Um desses exemplos vem da Itália, onde famílias que ganham até 40 mil euros recebem um vale de até 500 euros para gastar em hotéis dentro do país. Já a Malásia alocou US$ 113 milhões para vouchers de viagens para quem quer passear pelo país.

Na América Latina, a Costa Rica passou todos os feriados de 2020 e 2021 para uma segunda-feira proporcionando assim que os viajantes possam obter um fim de semana prolongado. E outras iniciativas para incentivar o turismo doméstico também foram anunciadas por França, Argentina e Tailândia.

O chefe da agência da ONU, Zurab Pololikashvili, afirma que a revitalização do turismo impulsionada pelas viagens nacionais ajudará a salvar postos de trabalho, proteger as rendas dos trabalhadores e permitir que os benefícios sociais do turismo possam retornar a todos.

Estados Unidos
Na maioria dos destinos, o turismo nacional gera receitas mais altas que o internacional. Nos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento da Europa, Ocde, o turismo doméstico concentra 75% de todos os gastos do setor.

Em todo o mundo, o maior mercado doméstico de turismo, em termos de gastos, são os Estados Unidos com quase US$ 1 trilhão, seguidos por Alemanha com US$ 249 bilhões, Japão com US$ 201 bilhões, Reino Unido com US$ 154 bilhões e México com US$ 139 bilhões. Com ONU News

PUBLICIDADE
Don`t copy text!