ALMG trabalha pela superação da crise no Estado

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O primeiro semestre de 2019 na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) foi marcado por iniciativas que buscam superar a crise política e econômica que afeta o Estado e o País. Os 77 parlamentares eleitos para a 19ª Legislatura se dedicaram aos esforços pela retomada do desenvolvimento de Minas e a exercer sua função fiscalizadora, auxiliando o Poder Executivo a aplicar os recursos, de forma eficiente, na prestação de serviços à população.

Esse objetivo delineou-se logo na eleição da Mesa da Assembleia, no dia 1º de fevereiro, quando os deputados e as deputadas desta nova legislatura também tomaram posse.

Eleito presidente, o deputado Agostinho Patrus (PV) anunciou, em seu primeiro pronunciamento após ser empossado no cargo, os compromissos com o enfrentamento das dificuldades financeiras de Minas, a condução austera do Poder Legislativo, a fiscalização do Poder Executivo e a investigação da tragédia ocorrida em Brumadinho (Região Metropolitana de Belo Horizonte) com o rompimento de barragem da Vale, que provocou a morte de mais de 200 pessoas.

Para fazer frente a essas demandas, a Assembleia realizou, até o dia 14 de julho, 622 atividades de comissões. Entre elas, 188 audiências públicas, 66 reuniões com convidados, 37 visitas e dois debates públicos.

A promulgação pela Mesa da ALMG da Emenda à Constituição 99/19, em março deste ano, foi outro momento importante, ao possibilitar a criação do Assembleia Fiscaliza, uma iniciativa inédita do Poder Legislativo no sentido de reforçar seu papel fiscalizador. Com ALMG

Don`t copy text!