Chefe de Direitos Humanos da ONU defende proteção a civis na Síria

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A chefe de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu proteção a civis em um vilarejo no leste da Síria, onde a coalização liderada pelos Estados Unidos (EUA), além de outras partes, está cercando os membros do grupo militante Estado Islâmico.

Neste mês, a coalizão liderada pelo lado americano e forças comandadas pelos curdos lançaram investidas em Baghouz.

Michelle Bachelet, a alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, divulgou declaração ontem (19).

Ela disse que está preocupada com a situação envolvendo cerca de 200 famílias, incluindo várias mulheres e crianças, que estariam encurraladas em uma área do vilarejo controlado por militantes.

O documento afirma que, aparentemente, muitas dessas pessoas estão sendo proibidas pelos militantes de deixar o local e continuam sujeitas a intensos ataques, incluindo investidas aéreas, pelas forças da coalizão lideradas pelos Estados Unidos.  Com Agência Brasil/NHK

PUBLICIDADE
Don`t copy text!