Saiba mais sobre o mercado e a área de atuação do Farmacêutico

Nesta quinta-feira, 20 de janeiro, é comemorado o Dia Nacional do Farmacêutico. Pertencente a área da saúde, a profissão vem crescendo cada vez mais. Segundo pesquisa da Educa Insights e divulgada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), a graduação em Farmácia está entre os seis dos 15 cursos mais buscados pelos estudantes.

Para o coordenador do curso de Farmácia da Faculdade Pitágoras, Klauber Menezes Penaforte, a pandemia trouxe mais visibilidade aos cursos e profissionais da saúde. “É notório que os profissionais dessa área foram muito solicitados nesse período de pandemia. Praticamente todas as classes foram convocadas para assumir a linha de frente no combate ao sars-cov”. O docente ressalta que os farmacêuticos ganharam um destaque considerável nesse momento. “São profissionais que têm um papel fundamental em relação a orientação da população. Principalmente sobre a prevenção da doença, identificação dos sintomas e o combate à fake news. Tivemos divulgação de informações que não condizem com a realidade e o profissional da saúde também deve combater essas informações falsas”, defende Klauber.

O coordenador destaca que esses profissionais atuam em diferentes frentes no combate à pandemia. “Eles participam diretamente do diagnóstico da doença realizando testes e notificações de casos sintomáticos. Temos ainda os farmacêuticos que atuam em indústrias e pesquisas, atuando diretamente no desenvolvimento de vacinas e estudo de fármacos. Contamos também com farmacêuticos que trabalham junto a Anvisa, farmacêutico hospitalar e o farmacêutico clínico. Junto com outros profissionais da saúde, os farmacêuticos têm um papel fundamental na pandemia”.

O professor chama atenção para o papel de responsabilidade social que o farmacêutico possui. “Ele tem um importante papel no controle de transmissão de doenças e de atenção às necessidades da população, sempre promovendo o uso racional de medicamentos. E atuando em conjunto com uma equipe multidisciplinar, são responsáveis por adotar práticas seguras de dispensação de medicamentos e otimização da farmacoterapia visando garantir a segurança, saúde, qualidade de vida e efetividade do tratamento do paciente”, explica o profissional da saúde.

Dados da IQVIA, multinacional americana que audita o setor, apontam que o mercado farmacêutico registrou crescimento médio mensal de 15,4% no Brasil. E sobre as oportunidades de carreira, Klauber conta que elas são amplas e diversas, uma vez que a profissão permite atuar em mais de 70 atividades farmacêuticas. “São várias áreas e segmentos da saúde que o farmacêutico pode atuar. Ele pode trabalhar em hospitais, farmácias, clínicas, laboratórios de análises, farmácia de manipulação, homeopatia, trabalhar no desenvolvimento de fármacos e partir para a docência. É um leque muito grande de atuação. O profissional dessa área pode trabalhar em oncologia ou ainda se habilitar em vacinas”, conclui Klauber. Os salários de um profissional da farmácia vão de R$ 2.700,00 a R$ 15 mil, dependendo da especialização, tempo de carreira, área de atuação, entre outros fatores. Com informações da Assessoria de Imprensa da Faculdade Pitágoras.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!