Ações sustentáveis são rentáveis para os negócios, afirma chefs de cozinha e especialistas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Estimular e ensinar às empresas como as práticas sustentáveis no dia a dia podem evitar desperdícios e colaboram para a redução de custos, tornando-se um diferencial no mercado. Essa foi a proposta do evento “Do Campo à mesa”, promovido pelo Sebrae/PR e pela Herbarium, nesta semana, em Colombo, na sede do laboratório farmacêutico especializado em fitomedicina e ligado a ações sustentáveis.

Durante o evento, chefs de cozinha e especialistas em projetos sustentáveis que envolvem alimentação realizaram palestras e oficinas para empresários, colaboradores de empresas da região e estudantes da área.

A consultora do Sebrae/PR, Maria Isabel Guimarães, explica que o evento surgiu a partir da necessidade de alertar para a importância de práticas de ações sustentáveis e de explicar de que forma a alimentação está conectada com a natureza.

“Essas empresas tiveram a oportunidade de perceber que a sustentabilidade traz benefícios não apenas à saúde, mas colabora para a redução de custos para o negócio, evitando o desperdício de alimentos, por exemplo. E, para isso, trouxemos especialistas que puderam transmitir os conhecimentos teóricos e práticos”, ressalta.

As oficinas práticas deram a oportunidade para os participantes aprenderem mais sobre as etapas da compostagem com as sobras de alimentos com a chef do restaurante Quintana Gastronomia, Gabriela Carvalho, e sobre reaproveitamento de alimentos com a chef do restaurante Limoeiro, Vania Krekniski, que realizou receitas com cascas, caules, folhas e outros alimentos não usuais.

Para Gabriela, a possibilidade de difundir conhecimentos e compartilhar experiências relacionadas à sustentabilidade representa um resgate das nossas origens de aproveitamento de todos os alimentos e recursos disponíveis.

“É um processo simples que pode ser realizado nas casas e nos restaurantes. Isso contribui para utilizarmos nossos produtos em sua totalidade, gerando menos lixo e economizando recursos. Além disso, é um resgate dos nossos costumes que trazem um bem-estar a todos ao nosso redor e que contribui para o meio ambiente”, explica.

Já o diretor da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, Felipe Thiago de Jesus, falou sobre a importância das abelhas sem ferrão e explicou como é possível montar a própria colmeia utilizando materiais recicláveis como garrafas pet, plástico e caixas de leite. As colmeias, de acordo com ele, podem servir até mesmo como um atrativo em empresas.

Felipe é coordenador do projeto Jardins de Mel, que já colaborou para a instalação de diversas colmeias por todo o Estado. Ele explicou que é preciso estimular a preservação desses insetos, uma vez que possuem um papel essencial na preservação do nosso planeta, especialmente por meio do processo de polinização, responsável por manter a vida de 90% das espécies vegetais do planeta.

“Esse processo da polinização é praticamente impossível de ser realizado sem as abelhas, já que demandaria muitos recursos e não teria a mesma qualidade. Nosso projeto visa mostrar como é acessível produzir um mel de abelhas sem ferrão, um produto de alto valor agregado e muito valorizado no mercado, além de conscientizar para a importância desses insetos na natureza”, afirma.

Os participantes também puderam aprender sobre Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), com o engenheiro e coordenador do coletivo de agroecologia Colo da Terra, Marcelo Silveiro, e sobre o Selo AGIR Sustentável, com a consultora e professora, Luana de Assis.

Francine Ville, chef de cozinha do Hospital Angelina Caron, participou da iniciativa junto com suas colegas de trabalho. Ela disse que espera que o trabalho inspire não apenas os colaboradores como toda a população. “Trouxe elas ao evento para que conheçam o assunto, se sintam inspiradas e coloquem em prática algumas dessas ações. Praticamos a sustentabilidade e queremos que os demais colaboradores e clientes sintam esse clima e queiram participar desse processo também”, destaca.

Essa foi a primeira edição do “Do Campo à mesa”, evento que deverá acontecer em Pinhais e Quatro Barras, nos meses de novembro e dezembro. Com informações da Agência Sebrae de Notícias

PUBLICIDADE
Don`t copy text!