Cruzeiro é derrotado pelo Boca Juniors em noite de expulsão absurda de Dedé

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Após dez anos sem se enfrentarem, Boca Juniors e Cruzeiro duelaram na noite desta quarta-feira no estádio La Bombonera, em Buenos Aires. Primeiro compromisso pelas quartas de final da Copa Conmebol Libertadores, o jogo terminou com vitória por 2 a 0 para a equipe argentina, com gols de Zárate e Pablo Pérez.
Destaque negativo para a arbitragem da partida, determinante para o resultado final. Após choque involuntário do zagueiro Dedé com o goleiro Andrada, do Boca Juniors, o árbitro entendeu como falta e expulsou absurdamente o defensor cruzeirense.
A Raposa volta a encarar os argentinos no dia 4 de outubro, quarta-feira, às 21h45, no Mineirão.
O próximo compromisso do clube está marcado para o próximo domingo, quando enfrenta o Santos, às 19h, no Gigante da Pampulha, pelo Campeonato Brasileiro.
O jogo
O tradicional duelo sul-americano começou logo com um lance de perigo do time mineiro. Aos 50 segundos, Rafinha cobrou escanteio, Thiago Neves cabeceou em direção ao gol e quase surpreendeu o goleiro Andrada com a bola desviando na trave.
O Boca Juniors chegou com perigo pela primeira vez somente aos 14 minutos. Depois de receber de Zárate, Benedetto arriscou o chute, com desvio do zagueiro Léo, sem grandes consequências para a Raposa.
Aos 35 da primeira etapa, o time argentino teve cobrança de escanteio. Perez recebeu a bola fora da área e deu o passe para Zárate, que bateu no canto direito do goleiro Fábio e abriu o placar para a equipe da casa: 1 a 0.
Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro mostrou pressão já aos 2 minutos. Robinho cruzou para Thiago Neves dentro da área, que quase alcançou de cabeça, mas a bola passou direto e saiu na linha de fundo.
No minuto seguinte, o clube celeste quase igualou o marcador em mais um lançamento de Robinho, dessa vez para o meia Rafinha, que tocou para o gol adversário. Barrios salvou incrivelmente o Boca Juniors ao tirar em cima da linha.
Quando eram decorridos 12 minutos da etapa final, o Boca novamente levou perigo com Zárate, que chutou de fora da área. A bola explodiu na trave do camisa 1 cinco estrelas.
Aos 24 minutos, após disputa dentro da área, o zagueiro Dedé disputou o lance com o goleiro Andrada, em que os dois se chocaram. O árbitro da partida entendeu como falta e expulsou o defensor cruzeirense.
Com um a mais, o Boca Juniors ampliou o placar aos 36. Após sobrada de bola, Pablo Pérez emendou com um chute forte, garantindo a vitória para a equipe da casa.
BOCA JUNIORS 2 X 0 CRUZEIRO
Motivo: Jogo de ida das quartas de final da Copa Conmebol Libertadores
Data: 19/09/2018 (quarta-feira)
Local: Estádio La Bombonera, em Buenos Aires-ARG
Árbitro: Éber Aquino (PAR)
Gols: Zárate (Boca Juniors), aos 35 minutos do 1º tempo, e Pablo Pérez, aos 36 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Olaza e Nández (Boca Juniors); Edilson (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Dedé (Cruzeiro)
Boca Juniors: Andrada; Jara, Izquierdoz, Magallán e Olaza; Barrios, Nández e Pablo Pérez (Almendra); Pavón, Benedetto (Tevez) e Zárate (Villa). Técnico: Guillermo Schelotto
Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves (Rafael Sóbis) e Rafinha (Manoel); Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes
Com site do Cruzeiro
PUBLICIDADE