Equipes investigam vazamento de petróleo nas Ilhas Maurício

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) informou que está dando apoio técnico ao governo das Ilhas Maurício com uma investigação sobre o vazamento de um navio petroleiro nas águas do país, localizado no Oceano Índico.

Em julho, um navio japonês encalhou no local com pelo menos 4 mil toneladas de combustível a bordo. No sábado, e após a embarcação partir ao meio, mais de 1 mil toneladas de petróleo foram lançadas no mar das Ilhas Maurício.

Videoconferência
Além do Unodc, uma série de outras agências da ONU ajuda na resposta do governo ao incidente com o petroleiro japonês MV Wakashio.

Falando a jornalistas, por videoconferência, esta segunda-feira, o porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, disse que a resposta da ONU está sendo dirigida pela representante da ONU nas Ilhas Maurício, Christine Umutoni.

Os especialistas da organização estão fornecendo apoio técnico na avaliação de impacto e proteção do meio ambiente e das comunidades mais afetadas.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, já destinou US$ 200 mil a ações mais urgentes

Saúde pública
Já a Organização Marítima Internacional, OMI, e o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, nomearam um especialista em vazamentos de petróleo para apoiar o governo.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, e a Agência da ONU para Migrações, OIM estão focadas na resposta de saúde pública e nos riscos para os moradores após o vazamento

O diretor regional da OIM, Charles Kwenin, chegou esta segunda-feira ao país, em nome dos diretores regionais da ONU para a África Oriental e Austral, para oferecer apoio, solidariedade e ajudar a avaliar a situação.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, informou que seu Instituto Oceanográfico, está fazendo o mapeamento da região, com imagens de satélite e análises da ONU, juntamente com o governo das Ilhas Maurício.

Instrumentos legais
Em nota separada, a Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, afirma que este incidente realça a importância dos instrumentos jurídicos internacionais.

A Unctad afirma que “a responsabilização e a compensação serão críticas após o derramamento, tanto em nível econômico como em relação aos custos de recuperação do meio ambiente.”

A agência lembra ainda que estes vazamentos e as operações de limpeza podem afetar seriamente o meio ambiente. Eles também têm altos custos e implicações econômicas abrangentes.

Para terminar, a agência encoraja todos os Estados-membros a adotarem os documentos internacionais mais recentes sobre esse tema. Com ONU News

PUBLICIDADE
Don`t copy text!