Subtenente executado a tiros é o 60º policial morto este ano no Rio de Janeiro

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Marcelo Casal Jr/Arquivo Agência Brasil

O subtenente da Polícia Militar Rogenir Moura de Oliveira foi executado com vários tiros quando chegava em casa, no final da noite de ontem, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Ele foi o 57º PM morto em decorrência da violência no estado do Rio neste ano.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Contando também os três policiais civis assassinados, o número de policiais mortos chega a 60 em 2018. De acordo com o Disque Denúncia, organização não governamental que trabalha em parceria com a Secretaria Estadual de Segurança, outros cinco agentes de segurança e defesa foram mortos: dois agentes penitenciários, dois militares do Exército e um guarda municipal.

Segundo o Disque Denúncia, o subtenente chegava de carro em casa, na rua João Silvares, no bairro de Brasilândia, por volta das 23h, quando foi abordado por criminosos em outro veículo.

Os bandidos ordenaram que ele saísse do carro, mas como não foram atendidos, eles alvejaram o carro do policial com mais de 15 tiros. Rogenir chegou a ser socorrido por parentes e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas não resistiu aos ferimentos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. O Disque Denúncia está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil por informações que levem à identificação e prisão dos envolvidos no assassinato.

Informações podem ser passadas pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram (21) 98849-6099; telefone (21) 2253-1177; inbox do Facebook; e o aplicativo Disque Denúncia RJ. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE