Divinópolis lança plano estratégico para impulsionar a indústria da moda

O Sebrae Minas está à frente do projeto “Polo de Moda”, em Divinópolis. O lançamento da iniciativa – um plano estratégico de reposicionamento das confecções do município, para ampliar a participação do setor mercado nacional – será realizado nesta terça-feira (19), às 19h, no Divishop. A estratégia de reposicionamento para o polo abrange aspectos como fabricação, vendas, perfil dos fabricantes, forma de confecção dos produtos, preferência dos clientes e tendências.

O evento é aberto ao público e direcionado para empresários do segmento. Os interessados em participar podem se inscrever na administração do shopping ou nas sedes regionais do Sebrae Minas e do Sindicato da Indústria do Vestuário de Divinópolis (SINVESD), parceiro da ação junto com o Divishop e a Federação das Indústrias do Estado Minas Gerais – regional Centro-Oeste (FIEMG). A iniciativa também conta com o apoio da cooperativa de crédito Sicoob Divicred.

Durante o evento, o público poderá obter mais informações sobre o projeto “Polo de Moda” e assistir à palestra “Perspectivas para o setor da moda com foco em vestuário”, ministrada pelo consultor Marcelo Vilin Prado, que vai apresentar os principais requisitos para a obtenção de bons resultados na área. Ele será responsável pelo estudo que precede a definição das estratégias. Segundo o analista do Sebrae Minas Denis Magela, visitas às empresas serão feitas entre julho e outubro para um diagnóstico da realidade do setor regional. “Também serão coletadas as percepções dos clientes para a elaboração de um plano de desenvolvimento”, destaca.

Indústria da moda em números
Segundo dados da Receita Federal, Divinópolis registrava 2.507 empresas (MEI, ME e EPP) do segmento de vestuário em 3 de março de 2022. Deste total, 1.386 negócios eram voltados à confecção de peças e 602 empresas atuavam como facções – confecções sem marca própria e que produzem para outras empresas. O número de confecções que trabalhavam com peças sob medida, com exceção de roupas íntimas, chama a atenção: 374 empresas. No ano passado, 357 novos negócios foram abertos no município, 24 a mais do que em 2020. Com informações da assessoria de imprensa do Sebrae MG

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!