Clássico pode valer a liderança do Brasileirão para o Galo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação/Atlético-MG

Em busca da liderança do Campeonato Brasileiro, o Atlético receberá o Cruzeiro às 16h deste sábado, na Arena Independência, em Belo Horizonte, pela 6ª rodada da competição.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“É um momento especial em que podemos virar essa chave, ainda mais assumindo a liderança do Brasileiro ou, pelo menos, continuando entre os três primeiros, o que já tem um valor bem grande e, quem sabe, na próxima rodada, buscarr a liderança. É acreditar nisso, que a gente pode virar esse momento e contamos com o apoio da torcida, que será fundamental para que possamos virar juntos esse momento e conquistar esse campeonato que temos pela frente”, disse o técnico Thiago Larghi.

Em 3º lugar na tabela, com dez pontos pontos, mesma pontuação do líder, o Galo quer manter a boa campanha no Brasileirão. Para isso, Larghi conta com o apoio da Massa no Horto.

“A expectativa é boa. A gente sabe que a nossa equipe tem um potencial de crescimento muito grande, haja visto o que a gente vem fazendo ao longo do tempo. Estamos em terceiro na competição e acreditamos que vamos buscar essa liderança. O grupo está bem focado para trabalhar, já virou a chave do último jogo e o importante é manter a concentração e o foco no Cruzeiro, que é um jogo especial. Aproveito aqui para convocar a torcida, acreditando em um grande jogo, em uma grande apresentação e uma grande vitória”, disse o comandante da equipe atleticana.

O volante Adilson acredita que o clássico representa uma ótima chance de resgatar a confiança da torcida.

“É uma oportunidade muito boa de, novamente, trazer o torcedor para junto de nós. Uma vitória pode melhorar muito esse ambiente e esperamos que o torcedor compareça, que nos dê esse apoio porque uma vitória nos manterá em uma situação muito boa no Brasileiro, que é uma ambição do clube. Temos que focar nisso e aproveitar que, nesse sentido, o clássico pode nos dar muita força para a sequência”, disse o meio-campista.

“O clássico é sempre importante, então, certamente, uma vitória será muito boa. A gente vem muito bem no Campeonato Brasileiro e será mais um jogo importante em que temos que buscar a vitória. Vamos jogar em casa, onde estamos com bom retrospecto, e espero que permaneça assim, que a gente mantenha essa sequência sem derrotas”, completou Adilson.

Estatísticas – O Atlético é o grande vencedor do clássico mineiro. Em 504 jogos, o Galo venceu 203, empatou 133 e perdeu 168, marcou 717 gols e sofreu 639.

Maior Artilheiro – Com 26 gols, o atleticano Guará é o maior artilheiro da história do clássico mineiro. Ele defendeu o Galo de 1933 a 1941.

Título Histórico – Em 2014, na única decisão nacional protagonizada por Atlético e Cruzeiro, o Galo conquistou a Copa do Brasil com duas vitórias na final: 2 x 0 na Arena Independência (Luan, Dátolo) e 1 x 0 no Mineirão (Diego Tardelli)

Maior Goleada – A maior goleada da história do clássico mineiro pertence ao Galo, que venceu o rival por 9 a 2, em 27 de novembro de 1927, pelo Campeonato Mineiro. Os gols foram de Said (3), Mário de Castro (2), Jairo (3) e Getúlio.

Maiores goleadas do Atlético sobre o Cruzeiro:

27/11/1927: Atlético 9 x 2 Cruzeiro – Estádio da Alameda – Campeonato Mineiro
Gols do Galo: Said (3), Mário de Castro (2), Jairo (3) e Getúlio.

21/06/1936: Atlético 6 x 1 Cruzeiro – Estádio do Barro Preto – Campeonato Mineiro
Gols do Galo: Guará (3), Paulista, Sandro e Elair.

27/05/1942: Atlético 6 x1 Cruzeiro – Estádio Antônio Carlos – Amistoso
Gols do Galo: Hamilton, Bahiano (2), Gérson dos Santos (contra), Resende e Tião.

07/12/1947: Atlético 6 x 2 Cruzeiro – Estádio Antônio Carlos – Amistoso
Gols do Galo: Adelino (contra), Lucas (2), Lêro, Carlyle e Xavier

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO x CRUZEIRO

Motivo: Campeonato Brasileiro (6ª rodada)
Data: 19/05/2018
Hora: 16h
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP)
4º árbitro: Luiz Alberto Andrini Nogueira (CBF/SP)
Assistentes adicionais: Thiago Duarte Peixoto (CBF/SP) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF/SP)
Com site do Atlético-MG

PUBLICIDADE
Don`t copy text!