Polícia Civil de Pará de Minas conclui inquérito e esclarece assassinato do advogado Arthur Wallace

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O advogado Arthur Wallace Barbosa Vieira foi assassinado com quatro tiros a queima roupa na tarde do dia 30 de junho de 2016. O crime aconteceu na esquina da rua José Correia de Amorim Neto com Geraldo Campos de Almeida, no bairro Recanto da Lagoa.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter


O operador do Direito foi até o local depois de receber uma ligação. Durante a conversa, a vítima foi informada que receberia uma quantia em dinheiro de honorários advocatícios e acabou sendo surpreendida por dois indivíduos armados.


Arthur Wallace foi encontrado caído sob a motocicleta. Ao chegarem ao local, policiais militares só conseguiram a informação de que dois indivíduos em um veículo efetuaram os disparos e fugiram. O local foi escolhido estrategicamente por ser pouco movimentado e não possuir câmeras.


O delegado Douglas Valério de Barcelos afirma que o inquérito chegou ao final e todos os detalhes sobre o crime foram esclarecidos. Foram colhidas diversas informações e identificados o mandante do crime e os dois executores da vítima:


Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos1

De acordo com as investigações, o mandante do crime está preso na penitenciária Nelson Hungria em Contagem e de dentro da cela ordenou que os dois indivíduos tirassem a vida do paraminense através de uma emboscada:

Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos2

O crime aconteceu por ciúmes do criminoso com o advogado. O autor recebeu a informação de que Arthur teria um caso com sua ex-namorada:

Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos3

O suspeito de mandar matar Arthur Wallace cumpre pena pelo crime de tráfico de drogas. A ex-namorada do preso conheceu o advogado e começou o contato para que fosse dada assistência jurídica ao processo:

Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos4

A Polícia Civil conseguiu informações importantes para ajudar no esclarecimento dos fatos por meio do telefone celular de Arthur Wallace. O aparelho não foi levado pelos criminosos após a execução da vítima:

Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos5

Sobre a ex-namorada do mandante do crime, as investigações constataram que a mulher não é suspeita de ter participação no assassinato. Ela disse que só manteve alguns contatos com o advogado:

Douglas Valério de Barcelos
casoarthurdelegadodouglasvaleriodebarcelos6

Carlos Henrique Gomes Bueno, delegado Regional da Polícia Civil de Pará de Minas, revela que foram 10 meses de investigações detalhadas para chegar a uma conclusão precisa e agora o processo será remetido para a Justiça:


Carlos Henrique Gomes Bueno
casoarthurdelegadocarloshenriquegomesbueno

Djlama Fulgêncio Filho, presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pará de Minas, esteve no local no dia do crime e vem acompanhando todo o processo. Ele destacou a eficiência dos trabalhos realizados e aguarda o posicionamento do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) na Comarca de Pará de Minas:


Djalma Fulgêncio Filho
casoarthurdjalmafulgenciofilho1

Ele explica que os advogados paraminenses exercem suas funções tranquilamente. Nesse caso específico ficou comprovado que o crime aconteceu por questões pessoais contra o profissional:

Djalma Fulgêncio Filho
casoarthurdjalmafulgenciofilho2

O comerciante Milton Geraldo da Silva foi uma das pessoas que teve contato com Arthur Wallace momentos antes da execução. Ele lembra que o advogado estava em sua lanchonete e saiu às pressas depois de receber uma ligação:


Milton Geraldo da Silva
casoarthurmiltongeraldodasilva

Agora o processo será enviado para apreciação do Ministério Público, que poderá apresentar denúncia ao Judiciário. A partir daí os suspeitos poderão ser tornar réus e responder pelo crime cometido. Os três acusados cumprem pena nas penitenciárias em Contagem e São Joaquim de Bicas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!