Nova Viçosa recebe a abertura da temporada 2018 do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação/CBV

A temporada 2018 do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia terá seu saque inicial nesta sexta-feira (19.01). A primeira etapa acontece com o Grand Slam Nova Viçosa, cidade do litoral sul da Bahia que pela primeira vez sedia uma etapa internacional. Os jogos vão até domingo (21.01) e terão entrada franca na arena montada na Praia do Lugar Comum. O Brasil será representado por 12 duplas, sete no naipe feminino e cinco no torneio masculino.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Além do Grand Slam de Nova Viçosa, o Brasil também receberá a quinta etapa da temporada, o Grand Slam de Santa Cruz Calábria (BA), de 9 a 11 de março. Ao todo são seis etapas para os dois naipes, e dois torneios ‘Finals’ contando apenas com um naipe cada. O calendário completo pode ser acessado no site oficial da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), em http://voleysur.org/v2/calendario/calendario.asp.

A etapa brasileira do Sul-Americano contará com dois medalhistas olímpicos. Ricardo, campeão dos Jogos de Atenas-2004, além de prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008, e Juliana, medalha de bronze nos Jogos de Londres-2012.

Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Maria Clara/Carol Horta (RJ/CE), Juliana/Andressa (CE/PB), Tainá/Victoria (SE/MS), Josi/Lili (SC/ES), Rafaela/Fabíola (PA/BA) e Anne Catherine/Ana Carolina (RJ/MS) representam o país no torneio feminino. Duas duplas argentinas e representantes de Paraguai, Chile, Colômbia, Uruguai e Peru completam a lista.

Juliana irá estrear uma nova dupla, jogando ao lado da campeã mundial Sub-19 de 2014, Andressa. A medalhista olímpica comentou as expectativas para a primeira competição juntas.

“Tivemos um período curto para treinarmos juntas, então algumas coisas ainda serão um pouco na base da conversa, improviso. Mas vamos com muita vontade de fazer dar certo, muita atitude. Usar minha experiência, a energia e juventude da Andressa e a vontade, dedicação de ambas. Ela é uma garota talentosa, uma das grandes promessas do país para o futuro. Estou bastante empolgada”.

Estrando parceria com Maria Clara, Carol Horta comentou a expectativa de defender o Brasil no torneio mais uma vez. A medalhista pan-americana, que mora em Fortaleza, viajou ao Rio de Janeiro para realizar período de treinamentos com a nova companheira.

“Estou bastante empolgada com essa nova dupla, acredito que nosso time vai ser muito competitivo e forte. E será ótimo poder participar do Sul-Americano para sentirmos o entrosamento, o que precisamos ajustar e ganhar mais ritmo para a etapa de Fortaleza (do Circuito Brasileiro). Vamos trabalhar muito para chegar bem na competição, apesar de pouco tempo de treino juntas”, analisou Carol Horta.

O naipe masculino contará com Ricardo/George (BA/PB), Thiago e Bruno de Paula (SC/AM), Fernandão/Ramon Gomes (ES/RJ), Hevaldo/Arthur (CE/PR) e João Pedro/Lucas Sampaio (PR/RJ). Equipes chilenas (duas), argentinas (duas) e representantes do Uruguai, Colômbia, Paraguai, Peru, Venezuela e Guiana Francesa completam a lista.

O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte. Com site da CBV

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!