Profissionais que deveriam atuar no Hospital de Campanha no Expominas reforçarão hospitais da Fhemig

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Governo de Minas Gerais informa que, a partir desta segunda-feira (17), profissionais de Saúde que hoje estão no Hospital de Campanha, em Belo Horizonte, reforçarão os quadros da Rede Fhemig na capital mineira, nas unidades Eduardo de Menezes, Júlia Kubitschek, João XXIII e Galba Velloso.

A decisão pela redistribuição dos profissionais foi tomada em conjunto com o Ministério Público do Estado, após análise do cenário da pandemia da covid-19 em Minas e acontece pelos seguintes motivos:
– ausência de demanda pelos leitos do Hospital de Campanha;

– melhoria no percentual de ocupação de leitos no estado, em especial na Região Central. A ocupação dos leitos de UTI na Região Central está em 73,31% nesta segunda-feira. O índice de ocupação dos leitos de enfermaria está em 64,85%;

– tendência de redução de casos no estado;

– fortalecimento no atendimento das unidades da Rede Fhemig.

Também foi decidido junto ao Ministério Público estadual que, em um primeiro momento, a estrutura física do Hospital de Campanha permanecerá montada, pronta para ser utilizada caso necessário. Nesse sentido, a ocupação de leitos continuará sendo monitorada diariamente, assim como o índice de transmissão.

O Governo de Minas destaca, ainda, que o Hospital de Campanha foi estruturado como última opção para reforço no combate ao coronavírus, em um cenário com alto índice de transmissão e estrangulamento do sistema de Saúde do Estado, algo que, felizmente, não aconteceu.

A prioridade do governo estadual sempre foi garantir atendimento de saúde à população mineira em hospitais convencionais. Por isso, os leitos de UTI foram ampliados de 2.072, em fevereiro, para 3.801 em agosto – um aumento de 83,4%. Os leitos de enfermaria passaram de 11.625, em fevereiro, para 20.862 no mesmo período, refletindo ampliação de 79,4%.

O Governo de Minas Gerais seguirá trabalhando pelo fortalecimento do sistema de Saúde no Estado e conta com a continuidade da colaboração de todos os mineiros na luta contra a covid-19.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!