Larghi confirma quarteto ofensivo do Galo no Engenhão

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Na entrevista coletiva que concedeu na tarde desta sexta-feira, na Cidade do Galo, o técnico Thiago Larghi confirmou que o Atlético terá um quarteto ofensivo no jogo deste domingo, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro. A partida será realizada às 16h, no estádio Engenhão.

O treinador espera que Cazares, Nathan, Chará e Ricardo Oliveira mantenham o Galo como o ataque mais positivo do Brasileirão e também contribuam com o sistema defensivo.

“A gente vê aí um quarteto ofensivo, que fica bem definido, e a qualidade deles. Mas não só esses que estão para iniciar o próximo jogo, mas os outros que a gente também tem no banco, como o Tomás, que entrou na última partida e, apesar de ser substituído, achamos que ele fez uma boa partida. A ideia de entrar com o Cazares no intervalo foi muito mais por uma mudança tática, e os outros, o Luan, que tem do outro lado, um jogador que também é importante, o Denilson, enfim, todo o plantel que a gente tem. A gente espera contar bastante com o poderio ofensivo do nosso time. É o ataque mais positivo da competição e esperamos continuar nessa frente e que esse mesmo grupo ajude a defesa, para que a possamos diminuir o número de gols sofridos”, disse.

“Com certeza, nosso time estará focado, vai atuar concentrado os 90 minutos nesse próximo jogo e vamos colocar bastante empenho para conseguir essa vitória fora de casa”, acrescentou Larghi.

Para o comandante do time alvinegro, este é o momento para que Cazares assuma de vez a condição de camisa 10 do Atlético.

“É a hora dele assumir esse protagonismo e colocar para fora o futebol que ele tem. A capacidade dele a gente sabe que é grande, então, é ele trabalhar forte e buscar esse protagonismo, assumir essa responsabilidade, o papel que ele pode desempenhar junto à equipe, que isso pode ajudar em todas as conquistas que ele quiser ter na vida dele. Então, é uma oportunidade dele botar o pé no chão aqui e jogar o melhor futebol que ele pode expressar”, avaliou.

Sobre a mudança no meio-campo em razão da ausência de Elias, suspenso, Thiago Larghi acredita que Matheus Galdezani fará uma grande partida e que a equipe não sentirá muito, taticamente, a alteração.

“A situação do Elias acontece naturalmente, faz parte do regulamento, três cartões, uma suspensão, uma mudança que faz parte do jogo. O Galdezani, como já vinha atuando, tem total condição de jogar, compreende o que a gente quer para o jogo. Fica uma mudança muito sutil, que interfere pouco no padrão da equipe. Duro é quando a gente precisa trocar cinco jogadores, aí muda o padrão como um todo. Então, mudar um ou outro, vejo de modo muito natural. Acho que o Galdezani tem plenas condições de fazer uma boa atuação”, destacou.

O técnico atleticano comandou treinamento tático na tarde desta sexta-feira, na Cidade do Galo, atividade que contou coma a participação de Fábio Santos. Segundo Thiago Larghi, o retorno do lateral à equipe no jogo deste domingo depende apenas do atleta: “O Fábio Santos depende só dele, se tiver condição física, vai para o jogo”, concluiu. Com site do Atlético-MG

PUBLICIDADE