Barcelona e agência da ONU firmam parceria para apoiar crianças refugiadas

O FC Barcelona e a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) lançaram uma parceria para apoiar iniciativas esportivas com crianças refugiadas em quatro continentes.

O logotipo do Acnur é apresentado, pela primeira vez, no uniforme dos jogadores da principal equipe masculina e feminina do time espanhol. A iniciativa para a temporada 2022-23 é uma mensagem de solidariedade para mais de 100 milhões de pessoas que foram forçadas a fugir de suas casas.

Apoio às crianças refugiadas
A parceria seguirá pelas próximas quatro temporadas de futebol com o objetivo de dar visibilidade a causa dos refugiados aos fãs do esporte de todo o mundo.

Durante o evento de lançamento na sede do Acnur em Genebra, os responsáveis afirmam esperar que a parceria global atue como um catalisador para a mudança e inspire outros membros da comunidade do futebol a fazer mais para ajudar a melhorar a vida das pessoas forçadas a fugir.

O alto comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, afirmou que o futebol traz alegria a bilhões de fãs em todo o mundo e, por isso, também fornece uma saída transformadora para milhões de crianças refugiadas todos os dias.

Para Grandi, o esporte promove o bem-estar mental e físico, cria confiança e habilidades, ajuda a manter as crianças na escola e empodera mulheres e meninas.

Ele adicionou que o futebol também tem o poder de reunir todos aqueles que amam esportes, independentemente de sua origem ou circunstância, incluindo refugiados.

Projetos
O alto comissário revelou estar emocionado que o FC Barcelona tenha decidido fazer parceria com o Acnur para enviar uma mensagem tão forte de solidariedade aos refugiados em todo o globo.

Grandi afirmou que, independentemente do time de cada um, o FC Barcelona e o Acnur apoiam mais de 100 milhões de pessoas forçadas a deixar suas casas.

A Fundação da equipe está contribuindo com € 400 mil por temporada para quatro projetos do Acnur na Colômbia, Uganda, Turquia e Malásia, € 100 mil por projeto.

Além disso, a instituição fará doações de equipamentos esportivos e vai oferecer disponibilizar os especialistas esportivos da fundação.

A gama de projetos inclui o fortalecimento de ambientes de proteção para crianças e jovens afetados por conflitos armados na Colômbia, apoio a um programa de proteção e violência de gênero na Malásia, bem como a um projeto de esportes pela paz e proteção em apoio a refugiados e jovens nos assentamentos de refugiados de Uganda. Com ONU News

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!