OMC celebra avanço na flexibilidade no uso de patentes da vacina contra Covid-19

A diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, celebrou o avanço entre quatro membros da OMC sobre a flexibilidade no uso de patentes para produção de vacinas contra a Covid-19.

Os Estados Unidos, União Europeia, Índia e África do Sul esboçaram um acordo inicial sobre o assunto, mas nem todos os detalhes do compromisso foram resolvidos e consultas internas ainda estão em andamento.

Consenso
A chefe da OMC afirmou que, embora esse seja um grande passo e resultado de muitas horas de negociações ainda é necessário buscar o consenso entre os 164 membros da entidade.

Ngozi Okonjo-Iweala afirmou que esse trabalho deve começar imediatamente e sua equipe já está atuando para chegar a um acordo o mais rápido o possível.

O esboço do acordo confirma uma renúncia temporária de certas obrigações do Acordo Trips, que adota padrões rigorosos de proteção de patentes, em resposta à pandemia.

Assim, a líder da OMC afirma que vai trabalhar em conjunto com a embaixadora de Serra Leoa, Lansana Gberie, presidente do Conselho Trips, para chegar a um acordo completo.

Até o momento, a Organização Mundial da Saúde afirma que mais de 5 bilhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina. A lacuna entre os países segue grande, especialmente em alguns países africanos que ainda não alcançaram 10% de sua população. Com ONU News

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!