Municípios do RJ recebem 1 milhão de doses da vacina contra a febre amarela

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro entregou na tarde desta quinta (16), de helicóptero, no município de Casimiro de Abreu (RJ), um lote com 1 milhão de doses da vacina da febre amarela que foi solicitado nesta quarta-feira (15) ao Ministério da Saúde em caráter emergencial. O pedido foi feito pela Secretaria Estadual de Saúde após a confirmação dos dois primeiros casos de febre amarela no Rio de Janeiro. As doses serão distribuídas entre os 25 municípios da região considerados estratégicos para impedir a propagação do vírus no estado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O pedreiro Watila Santos, 38 anos, morador da região rural de Casamiro e Abreu, morreu no último sábado (11) vítima da febre amarela. O outro paciente, Alessandro Valença Couto, 37 anos, também morador da mesma região, está internado no Hospital dos Servidores do Estado (HSE), na capital.

O secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr, disse que “com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural [Emater], agentes municipais de saúde poderão chegar aos locais de difícil acesso, como aqueles que vivem nas áreas rurais e nas proximidades das matas”.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estaduais participam da força-tarefa do governo na campanha de vacinação. Militares e viaturas serão utilizados para o deslocamento das equipes de saúde dos municípios, especialmente nas zonas rurais. De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, é fundamental que os profissionais de saúde estejam atentos às contraindicações da vacina, para evitar possíveis efeitos adversos.

“Nossa orientação é para que sejam observadas as contraindicações e que, em casos específicos, as avaliações sejam feitas de forma individualizada, como, por exemplo, a vacinação de pessoas acima dos 60 anos de idade. Estaremos à disposição dos municípios para dar o apoio técnico e passar as informações necessárias. É importante lembrar que estamos falando da febre amarela silvestre, transmitida por vetores presentes em ambientes de mata ou ainda em áreas rurais. Quem vive nestas regiões deve ter prioridade para a vacinação”, explicou Chieppe.

Convocação
Para um melhor controle de triagem, a partir desta sexta (17), as vacinas contra febre amarela serão aplicadas nos postos de saúde, Hospital Municipal e Hospital de Campanha de Casimiro de Abreu. As escolas, antes anunciadas como locais de imunização, não farão mais parte dos pontos de vacinação. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!