Ajuda humanitária “está nas mãos” dos militares, diz Guaidó

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou ontem (16), através de uma rede social, que “está nas mãos” dos militares a entrada de ajuda humanitária dos Estados Unidos na Venezuela.

A entrada da ajuda está prevista para o dia 23 próximo. As redes sociais têm grande importância no país, uma vez que os venezuelanos estão impedidos de realizar chamadas telefônicas para o exterior.

Militares reforçam uma espécie de bloqueio na ponte fronteiriça entre Venezuela e Colômbia.

A ação ocorre no momento do impasse entre o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e o interino, Juan Guaidó. O interino promove uma campanha internacional para angariar ajuda humanitária.

Porém, com o bloqueio, a dificuldade para o ingresso de doações aumenta. De acordo com informações da Andina, agência pública de notícias do Peru, há contentores na ponte Tienditas, que liga os locais de Cúcuta (Colômbia) e Urena (Venezuela). Com Agência Brasil/RTP

PUBLICIDADE
Don`t copy text!