Banco Central do Japão adota medidas para conter impacto do coronavírus

Formuladores de políticas do Banco Central do Japão anunciaram medidas para conter o impacto da pandemia de coronavírus na economia.

O Banco do Japão realizou reunião extraordinária nesta segunda-feira (16), dois dias antes do previsto. O banco central vai aumentar suas compras de fundos comercializados na bolsa para 12 trilhões de ienes, ou cerca de 112 bilhões de dólares, ao ano. E vai dobrar a aquisição de fundos de investimentos imobiliários para 180 bilhões de ienes, ou cerca de 1,7 bilhões de dólares, por ano.

O Banco do Japão também vai aumentar as compras de ativos comerciais e títulos corporativos em 1 trilhão de ienes, cada, para aumentar o fluxo de caixa das empresas.

Formuladores de políticas também vão apresentar um novo esquema para empréstimos. O Banco do Japão vai oferecer empréstimos sem juros para instituições financeiras comerciais. A expectativa é de que essas medidas as ajudem a emprestar mais para empresas cujas vendas estão diminuindo.

O Banco do Japão reconheceu que a atividade econômica no país está fraca, principalmente devido ao impacto do surto. A pandemia sacudiu os mercados financeiros e tornou incertas as previsões sobre a economia global. Com Agência Brasil/TV NHK do Japão

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!