PC apura fraudes em licitações nas cidades de Sete Lagoas, Santana de Pirapama e Jequitibá

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na terça-feira (13), a operação Cariniana Legalis, que cumpriu 22 mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte e nas cidades de Sete Lagoas, Santana de Pirapama e Jequitibá, região Central do estado. A ação é resultado de investigações que apuram suposta irregularidade em contratos de licitação no município de Jequitibá.

De acordo com o delegado Sérgio Paranhos, responsável pelo procedimento investigativo, o objetivo da operação foi arrecadar provas para o inquérito policial, instaurado em maio de 2020. “Há fortes indícios de fraudes e desvio de finalidade em diversos processos licitatórios, dos quais um núcleo empresarial/familiar/contábil se utilizou para adquirir vantagens ilícitas, fraudando as licitações”, explica.

O delegado informa que são analisados diversos processos licitatórios para prestação de serviços à Prefeitura de Jequitibá, a exemplo dos segmentos de alimentação e de manutenção de veículos. Durante a ação policial, foram apreendidos documentos contábeis, CPUs, dispositivos eletrônicos e seus respectivos armazenamentos. Todo o material será analisado em continuidade às apurações em andamento.

Participaram da operação 88 policiais civis. As investigações estão a cargo da equipe da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção, que integra a Divisão Especializada de Combate à Corrupção, Investigação a Fraudes e Crimes Contra a Ordem Tributária, pertencente ao Departamento Estadual de Combate à Corrupção e a Fraudes. Com informações da PCMG

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!