As novidades da multitalentosa Joyce Cândido. Assista

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A paulista Joyce Cândido estudou em conservatórios (tornando-se pianista), cursou ballet clássico e teatro, tem formação superior em Música (Universidade Estadual de Londrina) e passou três anos em Nova York (onde fez cursos na Broadway Center, Alvin Ailey e Steps on Broadway). Mas sua paixão pela MPB, em especial Noel Rosa, Cartola, Elis Regina e Chico Buarque, a levaram ao Rio de Janeiro, onde transformou-se em intérprete festejada no mundo do samba. Desde que chegou à cidade, em 2011, Joyce lançou cinco álbuns, focados no gênero ou em outros ritmos brasileiros – o último deles, “Imaginidade” (2017), feito em parceria com Léo Bento, voltado ao público infantil.

Agora, a cantora se prepara para lançar um novo projeto. Ainda sem título, o álbum, com oito faixas, terá produção de Alceu Maia, com quem Joyce já trabalhou anteriormente, e será lançado nos formatos digital e físico pelo selo português Miranda Records. Será mais uma vez um projeto de samba, com a marca registrada da cantora – estilo elegante e afinação perfeita.
Joyce assina letra e música de “Fino Trato” e “Surpresas do Amor”, em parceria com Guilherme Sá. “Entrega Sagrada”, “Última Estação”, “Verdadeiro Amor” e “Tem Dó de Mim” são canções dos amazonenses Flávio Pascarelli e Paulo Onça (do projeto Conexão Rio-Manaus). André da Mata e Raul DiCaprio assinam a música “Recordação”, e os mangueirenses Deivid Domênico e Guilherme Sá homenageiam a cantora, também mangueirense, com a canção “Em Verde e Rosa”. “Fiquei lisonjeada com a homenagem. Tenho um carinho muito grande pela Mangueira. Já me apresentei na quadra da escola e costumo realizar shows com seus integrantes”, conta.

Japão e Portugal
No final de julho, Joyce Cândido incluirá algumas das canções do novo disco no setlist da tour que fará pelo Japão, país onde foi aclamada Embaixadora da Música Brasileira, pelo Press Award 2017. “Sempre faço apresentações por lá. Os japoneses gostam muito da música do nosso país e especialmente do meu trabalho”, diz ela que, além de várias apresentações em casas de Tóquio, será atração na festa Matsuri, na cidade de Shiga, onde cantará para um público estimado de 40 mil pessoas. Do país oriental, viajará a Portugal, onde em agosto tem dois shows agendados (Lisboa e Guarda). Nessas apresentações, sempre convida corais infantis locais para participar na abertura, como forma de promover o projeto “Imaginidade” e de certa forma renovar o público que gosta da música brasileira.

De volta ao Brasil, Joyce manterá sua agenda de shows, que conta com vários formatos – quarteto, sexteto, banda, com sucessos variados, com participações (como da Velha Guarda da Mangueira), Tributo a Chico Buarque, Tributo a Elis Regina etc. – e em setembro estreará um musical infantil de sua autoria. Intitulado “Um Sonho de Musical”, o projeto ficará em cartaz nos fins de semana no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro. O espetáculo faz parte do projeto Broadway Rio, criado por Joyce, em que ela atua como produtora, diretora e atriz/cantora.

Assista:

Com Portal Sucesso

Don`t copy text!