Irã vence Marrocos com gol contra nos acréscimos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação/FIFA

No segundo jogo de hoje (15), a seleção iraniana venceu o Marrocos por 1 a 0, com um gol contra nos acréscimos, em São Petersburgo. O Irã jogou na defesa, explorando os contra-ataques durante quase todo o jogo e pouco ameaçou o gol adversário. Marrocos, tecnicamente superior, buscou mais o gol, mas finalizava mal ou esbarrava na defesa iraniana. No final, o famoso ditado “a bola pune” prevaleceu e praticamente enterrou as chances de classificação do time africano, que ainda enfrentará Portugal e Espanha pelo grupo B.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O Marrocos foi para o ataque desde o início do jogo, dominando as ações ofensivas e apostando principalmente em jogadas pelo lado direito do ataque, com Amrabat. Aos 18 minutos do primeiro tempo, uma bola jogada na área levou a defesa iraniana ao desespero. Foram três tentativas marroquinas de fazer ao gol, mas a bola foi bloqueada em todos os chutes, até ser despachada em definitivo. Parecia que o time africano abriria o placar a qualquer momento.

Aos 29, Harit entrou bem na grande área iraniana pela esquerda, deixou dois defensores para trás e bateu para o gol, para defesa firme do goleiro Beiranvand. Mas o Irã também era perigoso quando puxava contra-ataques, deixando o jogo rápido. Com isso, foi crescendo no final do primeiro tempo e diminuindo o volume de jogo do adversário.

E foi em um desses contra-ataques que, aos 42 minutos, o Irã criou a melhor chance do jogo até então. Após roubada de bola – que os marroquinos reclamaram de falta – os iranianos saíram em velocidade, pegando a defesa adversária desprevenida. Azmoun finalizou para boa rebatida do goleiro. No rebote, Jahanbakhsh bateu para o gol e El Kajoui espalmou para escanteio.

Segundo tempo

Na segunda etapa o Marrocos retomou o domínio das ações ofensivas. O Irã se fechou novamente, esperando as oportunidades de contra-ataque que apareciam a cada erro de passe marroquino. Aos 26 minutos, um susto: Amrabat bateu cabeça com cabeça contra o adversário e caiu desmaiado na lateral do gramado. Recuperou os sentidos logo em seguida, mas não teve condições de voltar a campo.

Aos 34 minutos, um chute de fora da área levantou a torcida em São Petersburgo. Ziyech acertou o canto direito de Beiranvand, mas o goleiro iraniano se esticou todo e espalmou para escanteio. A partir desse momento, o jogo ficou travado até os 49 minutos do segundo tempo, quando finalmente saiu o único gol do jogo. Em uma cobrança de falta pela esquerda do ataque, o atacante marroquino Bouhaddouz, que tinha entrado no segundo tempo, tentou cortar de cabeça e jogou para dentro do próprio gol.

Segundos depois, o árbitro terminou o jogo. Enquanto os vencedores comemoravam a vitória como um título, os marroquinos não acreditavam na derrota e ficaram bastante abatidos. Com a vitória, o Irã conquistou três pontos, enquanto o Marrocos continua com zero. Na próxima rodada, Marrocos enfrenta Portugal e o Irã joga contra a Espanha. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!