Serviço Aéreo Avançado de Vida transporta pacientes mineiros para tratamentos de saúde

Com apenas 1 ano e 3 meses, o pequeno Anthony precisa de cuidados especiais devido a sua condição de saúde. Portador da Síndrome do Intestino Curto, no dia 3/01, ele foi transferido, via Sistema Estadual de Regulação Assistencial, da Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte, para o Hospital Menino Jesus, em São Paulo, para a realização de procedimentos médicos especializados.

Esta foi a segunda vez que ele foi transportado pelo Suporte Aéreo Avançado de Vida (SAAV), serviço oferecido pelo Governo do Estado de Minas Gerais, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerias (CBMMG) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), por meio dos consórcios regionais de saúde.

Natural do município de Paracatu, na região noroeste do estado, Anthony foi diagnosticado com a doença ao nascer e com 14 dias de vida foi transferido da cidade natal para a capital mineira, devido ao seu quadro de saúde. Ele realiza o tratamento na Santa Casa de Belo Horizonte desde então, diante da necessidade de recuperação e estabilização do quadro clínico em ambiente hospitalar.

Durante o tratamento, foi indicado pela equipe médica a transferência para o hospital em São Paulo, para que fosse feito o acompanhamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. O primeiro atendimento do SAAV ao Anthony foi realizado em 5/7/2022 e o segundo atendimento, em 3/1/2023.

De acordo com o Primeiro-Tenente do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e piloto do Batalhão de Operações Aéreas, Thales Ladeira, o Serviço Aéreo Avançado de Vida (SAAV) é destinado a atender qualquer cidadão mineiro usuário do SUS que receba a indicação expressa do transporte pela equipe médica. “Nós do SAAV realizamos o atendimento pré-hospitalar, transporte inter hospitalar, transporte de órgãos e tecidos, além de compor a Força Estadual de Saúde, como no caso do transporte das vacinas contra a covid-19. No caso do menino Anthony, por exemplo, já foram realizados dois atendimentos de transportes inter-hospitalares de Belo Horizonte para São Paulo, que foram imprescindíveis para a continuidade do tratamento dele”, disse.

O SAAV completou 10 anos em junho de 2022 e, desde o início dos atendimentos até o fim do ano passado, 8.460 pacientes foram atendidos. Somente no ano de 2022, foram transportadas 1.209 pessoas, com um total de 2.350 horas de voo. Este atendimento pode ser solicitado pelos médicos que assistem o paciente, seguindo o fluxo estabelecido na Resolução 5.741/2017 da SES-MG.

Um dos objetivos do SAAV é possibilitar o acesso ao serviço de saúde em qualquer parte do estado, seja em unidades hospitalares ou em locais de difícil acesso, oferecendo solução de transporte e recurso especializado para atendimento. Para atuar no atendimento aos usuários do SUS, o serviço possui, atualmente, cinco helicópteros e um avião. No escopo de atendimento deste serviço também estão:

Compor a Rede de Urgência e Emergência do SUS-MG;
Realizar o transporte quando a gravidade do quadro clínico do paciente exigir uma intervenção rápida e as condições de trânsito tornem o transporte terrestre muito demorado ou transporte em grandes distâncias em um intervalo de tempo aceitável diante das condições clínicas do paciente;
Viabilizar o transporte inter-hospitalar alinhado às diretrizes Sistema Estadual de Regulação no âmbito do SUS-MG;
Reduzir o tempo-resposta nas situações de urgência e emergência em saúde;
Reduzir as mortes e complicações evitáveis;
Aperfeiçoar a prestação de serviços assistenciais pré-hospitalares;
Viabilizar o transporte de órgãos, tecidos e equipes alinhados ao Sistema Estadual de Transplantes.
Com informações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!