Igaratinga: homem é preso com grande quantidade de armas e munições

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

PMMG/Divulgação

Policiais Militares do Grupo Especializado em Radiopatrulhamento (GER) de Divinópolis, após recebimento de denúncia anônima sobre comércio de armas de fogo e munições esteve na cidade na noite de sexta-feira (12). Com a informação de que uma loja vendia armas também para criminosos oriundos de outras cidades como Nova Serrana e São Gonçalo do Pará.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

As equipes desencadearam uma operação com o objetivo reprimir a prática desse tipo de crime. Foi feita a abordagem ao proprietário do comércio e na presença de testemunhas, em local aberto ao público, o autor foi questionado sobre a venda de armas e munições. Ele relatou espontaneamente que de fato tinha armas e munições naquele local para comercializar e entregou uma caixa de papelão, onde estavam acondicionadas em sacolas plásticas uma pistola calibre 635, outra de mesmo calibre sem carregador, e um revólver calibre 32.

PMMG/Divulgação

Com autorização do autor, que também já estava em flagrante, foi procedida busca nas no comércio e em uma prateleira continha cinco potes plásticos com chumbo utilizado para recarga de cartuchos. Sobre uma mesa tinha diversas caixas fechadas de cartuchos intactos, calibres 12, 20, 24, 28, 32 e 36. em um cômodo aos fundos, utilizado como depósito, foram localizados diversos materiais para recarga de cartuchos, como pólvora negra, cartuchos vazios para, espoletas e outros objetos.

Entre sacos de ração que estavam empilhados, foi localizada uma espingarda calibre 20 dois canos. Também foram localizados valores em dinheiro em locais distintos do comércio, inclusive em um cofre que foi espontaneamente aberto pelo autor, num total de R$ 9.941,00. Segundo autor, a quantia de R$ 8.340,00 que estava no cofre, era referente a manutenção de um rancho do qual é sócio e aluguel de um motel. Demais valores estavam em seu bolso e no caixa do estabelecimento.

Questionado sobre a quantidade de munições e armas naquele local, o autor relatou que vendia cada munição pelo valor de oito reais, e que vendia cartuchos vazios para serem recarregados por cerca de cinco. Também relatou que venderia cada pistola calibre 635 pelo valor entre r$ 1.800,00 a r$ 2.000,00, mesmo valor que venderia o revólver calibre 32. O homem disse que o alvará de funcionamento da empresa, não prevê esse tipo de comércio, e que sabia que a prática é realmente ilícita.

Com o consentimento do autor perante as testemunhas, foi realizada busca na residência, onde foi localizada uma espingarda cartucheira marca calibre 32, que o proprietário afirmou ser uma herança de seu avô e que ela não estava disponível para comércio. Foi dada voz de prisão, lidos e assegurados direitos constitucionais, e homem foi conduzido até a delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas, juntamente com todas as armas e materiais apreendidos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!