Plano Minas Consciente poderá contemplar mais categorias econômicas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Após passar por remodelação na semana passada, o plano Minas Consciente, que orienta as prefeituras em relação ao funcionamento do comércio e outros serviços na pandemia, fará reavaliações de algumas atividades, a partir de estudos pautados em critérios técnicos e epidemiológicos.

Em coletiva virtual ontem (13), o secretário de Estado adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, explicou algumas reavaliações a serem propostas pela equipe de estudos do plano, formada por profissionais das secretarias de Estado de Saúde (SES-MG) e de Desenvolvimento Econômico (Sede).

“O grupo executivo que supervisiona o Minas Consciente fará uma reavaliação dos setores de academias, atividades de ensino esportivo e clubes, na próxima quarta-feira (19). O objetivo é que tenhamos propostas de enquadramento desses setores nas ondas atuais que estruturam o plano”, anunciou Cabral.

O secretário de Estado adjunto de Saúde também informou sobre a possível inclusão de leitos da rede de saúde suplementar nas avaliações realizadas pelo Minas Consciente, iniciativa que ainda depende de estudos técnicos da SES-MG.

“Sob a ótica do Sistema Único de Saúde (SUS), as entidades filantrópicas e sem fins lucrativos integram a rede de saúde complementar. Atuando de maneira suplementar ao SUS, temos os planos e seguros privados. Diante desses conceitos, a deliberação 78 do Comitê Extraordinário passa a permitir a realização de um estudo para uma possível inclusão de leitos da saúde suplementar no Minas Consciente. Isso possibilitará uma retomada mais consistente das atividades econômicas”, explicou o secretário.

Atualização
O subsecretário de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), Douglas Cabido, explicou que foram observados bons avanços na avaliação do Minas Consciente nesta semana, com um salto de 450 para 489 cidades incorporadas ao plano, o que representa 11,5 milhões de mineiros impactados.

“Das 62 microrregiões de saúde, 26 apresentam indicadores verdes, sinalizando uma melhora nos indicadores sanitários. Isso possibilita uma melhora na flexibilização e nos avanços das atividades econômicas”, explicou Cabido.

Números
Com relação aos números da covid-19 em Minas Gerais, até o momento são 164.915 casos confirmados e 3.846 óbitos. Desses óbitos, 63 foram registrados no sistema da SES-MG nas últimas 24 horas — o que não significa que essas mortes aconteceram no mesmo dia.

De acordo com secretário adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, as equipes da SES-MG mantêm contato constante com os municípios, reforçando a importância de que os mesmos atualizem da forma mais rápida possível o Sistema de Informação de Vigilância da Gripe (Sivep-Gripe). Com Agência Minas

PUBLICIDADE
Don`t copy text!