Brasil encerra fase classificatória em terceiro lugar na Liga das Nações

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação/FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei encerrou a participação na fase classificatória da Liga das Nações em terceiro lugar. Diante de um ginásio lotado, o time do treinador José Roberto Guimarães foi superado, nesta quinta-feira (14.06), pela Itália por 3 sets a 2 (22/25, 25/20, 17/25, 25/19 e 15/12), em Eboli, na Itália, pela quinta semana da competição.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O resultado colocou a equipe verde e amarelo em terceiro lugar na classificação geral, com 35 pontos (12 vitórias e três derrotas). Os Estados Unidos, que ainda hoje duelam com a Argentina, garantiram o primeiro lugar, com 37 pontos. A Sérvia ficou com a segunda colocação, com 37 pontos, a Holanda em quarto, com 34, e a Turquia em quinto, com 35, mas com uma derrota a mais do que as holandesas. As cinco equipes citadas se juntarão a China, país sede, na Fase Final, que será disputada em Nanjing, na China, entre os dias 27 de junho e 1º de julho.

O Brasil fará aclimatação para a Fase Final da Liga das Nações, no Japão. As brasileiras enbarcarão para o país asático nesta sexta-feira (15.06).

A oposta Monique foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 16 pontos. A central Bia, com 12, também pontuou bem pelo Brasil. Pelo lado da Itália, a oposta Ortolani foi a maior pontuadora, com 20 acertos.

Ao final do duelo, a levantadora Roberta comentou sobre a partida contra a Itália e a campanha do Brasil na fase classificatória da Liga das Nações.

“Fico feliz que nos classificamos para fase final e esse era nosso objetivo maior nessas cinco primeiras semanas. Hoje entramos para ganhar a partida, mas cometemos alguns erros em momentos decisivos. Fizemos uma boa campanha na fase de classificação e agora vamos ter uma semana para nos prepararmos para Fase Final. Serão jogos difíceis, mas estamos confiantes”, disse Roberta.

O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise do desempenho do Brasil nas cinco primeiras semanas da competição.

“Jogamos contra as melhores seleções do mundo e tivemos a oportunidade de ver várias jogadoras em ação. Isso foi muito positivo. Também acompanhamos de perto a recuperação física de algumas das nossas jogadoras. Essa fase classificatória foi uma grande experiência para todos nós. O saldo dessa primeira fase foi bastante positivo. Agora, vamos fazer a aclimatação no Japão para depois irmos para China”, explicou José Roberto Guimarães.

O JOGO

A partida começou equilibrada. O Brasil foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/7. A Itália cresceu de produção e empatou a parcial (11/11). Bem no bloqueio, as brasileiras abriram dois pontos (13/11). O time verde e amarelo segurou a vantagem no segundo tempo técnico (16/14). A Itália fez três pontos seguidos e virou o marcador (17/16). Quando as italianas fizeram 19/18 o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. O Brasil cresceu de produção e empatou a parcial (21/21). O Brasil foi melhor na parte final da parcial e venceu o primeiro set por 25/22.

O Brasil começou melhor no início do segundo set e fez 5/2. O time verde e amarelo seguiu ditando o ritmo da parcial e foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). Com volume de jogo, as brasileiras aumentaram a vantagem no placar para quatro pontos (10/6). Bem no saque, as italianas encostaram no marcador (11/10) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Com Egonu em quadra, as italianas passaram a ditar o ritmo da parcial e abriram seis pontos (21/15). As donas da casa foram melhores até o final e venceram o segundo set por 25/20.

O Brasil voltou melhor para o terceiro set e fez 6/3. Com Monique bem no saque e Rosamaria no ataque, as brasileiras abriram cinco pontos (8/3). Quando as brasileiras fizeram 11/3, o treinador italiano voltou a parar o jogo. A Itália encostou no placar e foi a vez do técnico José Roberto Guimarães pedir tempo (14/9). A paralisação fez bem as brasileiras que foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/11. O Brasil dominou a terceira parcial até o final e venceu o terceiro set por 25/17.

A Itália começou melhor o quatro set e fez 6/2. As donas da casa seguraram a vantagem na primeira parada técnica da parcial (8/4). Se aproveitando dos erros das brasileiras, a Itália abriu oito pontos (12/4). A Itália segurou uma reação do Brasil e foi para o segundo tempo técnico com cinco de vantagem (16/11). Quando as donas da casa fizeram 18/13, o treinador José Roberto Guimarães voltou a parar o jogo. As italianas foram melhores até o final e venceram o set por 25/19.

O Brasil começou melhor o quinto set e fez 3/1. A Itália empatou a parcial (3/3). As italianas abriram três pontos (10/7) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralisação fez bem as brasileiras que empataram a parcial. A Itália foi melhor nos momentos decisivos do tie-break e fechou o set por 15/12 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:

Brasil: Roberta, Monique, Gabi, Amanda, Adenízia e Bia. Líbero – Suelen
Entraram – Macris, Rosamaria, Mara, Carol
Técnico – José Roberto Guimarães

Itália: Malinov, Ortolani, Bosetti, MIngardi, Danesi e Chirichella. Líbero – De Gennaro
Entraram – Egonu, Beatrice, Cambi
Técnico – Davide Mazzanti

LIGA DAS NAÇÕES FEMININA

1ª semana:
Barueri (SP)
15.05 – Brasil 1 x 3 Alemanha (25/15, 22/25, 18/25 e 20/25)
16.05 – Brasil 3 x 1 Japão (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11)
17.05 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21)

2ª semana:
Ancara (Turquia)
22.05 – Brasil 3 x 1 Turquia (25/17, 25/19, 23/25 e 25/21)
23.05 – Brasil 3 x 0 Argentina (25/9, 25/21 e 25/14)
24.05 – Brasil 3x 0 República Dominicana (25/20, 25/10 e 25/13)

3ª semana:
Apeldoorn (Holanda)
29.05 – Brasil 3 x 1 Coréia do Sul (25/11, 25/14, 31/33 e 25/20)
30.05 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/20, 25/20 e 25/23)
31.05 – Brasil 3 x 1 Holanda (25/23, 26/24, 13/25 e 25/22)

4ª semana:
Jiangmen (China)
05.06 – Brasil 3 x 2 China (19/25, 25/23, 27/25, 10/25 e 16/14)
06.06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (23/25, 28/26, 21/25 e 18/25)
07.06 – Brasil 3 x 2 Rússia (15/25, 25/21, 25/20, 19/25 e 17/15)

5ª semana:
Eboli (Itália)
12.06 – Brasil 3 x 1 Bélgica (25/15, 25/14, 21/25 e 25/23)
13.06 – Brasil 3 x 1 Tailândia (25/16, 25/22, 18/25 e 25/13)
14.06 – Brasil 2 x 3 Itália (25/22, 20/25, 25/17, 19/25 e 12/15)
Com site da CBV

PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido!