Pesquisa revela otimismo crescente entre micro e pequenos empresários para o fim de ano

O nível de confiança de micro e pequenos empresários no que se refere à retomada da economia e suas perspectivas de novos investimentos vem crescendo, segundo pesquisa realizada pela empresa de inteligência analítica Boa Vista.

De acordo com o levantamento, ao final do 3º trimestre de 2021, 63% dos representantes dos setores do comércio e de serviços estavam mais otimistas com o desempenho dos seus negócios em comparação ao primeiro trimestre deste ano, quando foi registrado um percentual de 59%.

A pesquisa aponta ainda que 56% dos empresários consultados pretendem realizar investimentos em seus negócios até o fim de 2021. Deste total, 6 em cada 10 irão apostar em novos produtos e também em tecnologia da informação. Outros 51% pretendem aplicar em mão de obra qualificada. Também foi registrado aumento significativo na expectativa de aumento no faturamento. No 3° trimestre de 2020 esse índice era de 42% e este ano, 60% esperam conseguir alavancar os lucros.

Junto à necessidade de investir para gerar crescimento, o estudo também apresenta que 49% dos empresários esperam diminuição relevante no nível de endividamento de suas empresas: 38% acreditam que os índices devem cair, 30% receiam que ocorra crescimento, e outros 32% apostam na sua estabilidade.

Por fim, a pesquisa da Boa Vista apontou estabilidade na intenção de demanda por crédito. Ao final do 3º trimestre de 2020, o registro foi de 46%, o mesmo apontado em 2021. Neste universo de 46%, a contratação de crédito terá por objetivo garantir o capital de giro, com 41% das menções, praticamente o mesmo patamar do 3 º trimestre de 2020 (42%). Outros 16% declaram ter como prioridade o pagamento das dívidas.

“A pesquisa mostra que há uma expectativa positiva crescente entre os empresários. Os setores de comércio e serviços estão retomando o folego para investir, contratar e voltar aos patamares pré- pandemia. Notamos também uma estabilidade na intenção de tomar crédito, o que demonstra cautela, muito em linha ao cenário atual de juros altos e renda mais baixa, e de uma conjuntura econômica e política mais complexa que se desenha para 2022”, afirma Flávio Calife, economista da Boa Vista.

Soluções para todo o ciclo de negócio
A Boa Vista transforma informações, por meio de inteligência analítica, em respostas que apoiam a tomada de decisão de seus clientes, empresas dos mais diferentes portes e segmentos. Da identificação de público para as melhores ofertas de crédito à concessão, oferecendo automatização e ampliação das operações de venda. Do gerenciamento, que contribui para a padronização e o monitoramento da carteira de clientes, à recuperação do crédito, com o aprimoramento do processo de cobrança e recuperação de ativos. “São soluções que já contemplam informações do Cadastro Positivo, o banco de dados que contém o histórico de consumo e capacidade de pagamento de consumidores e empresas”, explica Lola de Oliveira, diretora de Marketing e Relacionamento com o Cliente da Boa Vista.

Metodologia
A pesquisa realizada pela Boa Vista foi baseada em um questionário estruturado, aplicado entre 500 micros e pequenos empresários, na sua maioria representantes dos setores do Comércio e de Serviços, em nível nacional. O índice de confiança é de 90% e a margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!