Preso acusado de ser o dono de mais de seis toneladas de maconha apreendidas em Córrego do Barro. Entenda o caso

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Um indivíduo de 38 anos foi preso por policiais militares na tarde desta sexta-feira, 13 de setembro, na Avenida Ovídio de Abreu, bairro Belvedere, em Pará de Minas. Contra ele havia mandado de prisão em aberto.

Os militares receberam informações sobre a existência do mandado de prisão contra o indivíduo, que havia sido preso pela Polícia Militar, em 2015, juntamente com mais de seis toneladas de maconha, na comunidade de Córrego do Barro, zona rural de Pará de Minas.

Durante rastreamento, o suspeito foi encontrado na Avenida Ovídio de Abreu, próximo ao seu caminhão, nas imediações da entrada da cidade, onde foi abordado.

Ao realizar consulta dos seus dados no sistema informatizado, foi confirmado o mandado de prisão contra ele, expedido pelo 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), após ser negado por aquele órgão de recursos da defesa do acusado.

O réu foi preso e conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas para as demais providências.

Entenda o caso
A ação que resultou na apreensão da droga teve início por volta das 22 horas da segunda-feira, 20 de julho de 2015, quando policiais militares lotados na 19ª Companhia da Polícia Militar Independente de Pará de Minas receberam denúncia anônima indicando que havia um grande carregamento de droga na região do distrito de Córrego do Barro.

Imediatamente foi traçado um plano de ação e acionados também as equipes da Polícia Militar Ambiental, Polícia Civil e Polícia Federal, para fechar o cerco e realizar a apreensão.

Os policiais se dirigiram para a região de Córrego do Barro, zona rural de Pará de Minas, onde surpreenderam os traficantes e apreenderam no paiol de um sítio, aproximadamente 6,5 toneladas de maconha. A droga foi transportada para Pará de Minas em um caminhão-guincho.

No primeiro momento foram presos três indivíduos e posteriormente foi preso um quarto elemento desta quadrilha de traficantes. Um destes indivíduos presos é de Pará de Minas.

Á época o capitão Fábio Santos, subcomandante da 19ª Companhia da Polícia Militar em Pará de Minas, destacou o trabalho de todos os policias envolvidos nesta operação conjunta bem sucedida. Ele também citou que o planejamento foi muito bem feito e não possibilitou qualquer reação por parte dos traficantes surpreendidos no sítio em Córrego do Barro.

Disse ainda que os traficantes se negaram a prestar muitas informações sobre a droga apreendida. Como a Polícia Federal assumiu a ocorrência, as investigações teriam sequência na tentativa de prender outros membros desta quadrilha:

Na ocasião o capitão Fábio Santos não disse não acreditar que a apreensão de aproximadamente 6,5 toneladas de maconha, feita nesta madrugada de terça-feira, 21 de julho de 2015, em Córrego do Barro, não estaria relacionada a outra apreensão de cerca de 6 toneladas realizada na comunidade de Velho do Taipa, zona rural de Pitangui, no ano de 2014. Para ele, as quadrilhas eram distintas.

O subcomandante da Polícia Militar em Pará de Minas acrescentou que o indivíduo de Pará de Minas preso nesta operação realizada em Córrego do Barro já era conhecido da Polícia Militar, porém, os militares não sabiam que ele estava envolvido em uma quadrilha de grande potencial. O militar também reafirmou que o crime não compensa e uma hora a casa cai.

Na ação conjunta das polícias Militar, Civil e Federal foram presos quatro indivíduos envolvidos com o tráfico de drogas, um deles de Pará de Minas. Foram apreendidos 167 blocos de maconha, sendo que cada um pesava cerca de 40 quilos. Os indivíduos presos e aproximadamente 6,5 toneladas de maconha, foram encaminhados para a Polícia Federal em Belo Horizonte.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!