Pará de Minas: dupla é presa acusada de ter incendiado supermercado. Outros dois estão foragidos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

radarsir
No sábado (12) uma equipe da Polícia Militar recebeu solicitação de um comerciante de 45 anos, proprietário de um supermercado, localizado na Avenida Nossa Senhora da Piedade, Bairro Santos Dumont, em Pará de Minas, informando que ele havia identificado suspeitos de terem ateado fogo no seu estabelecimento durante a madrugada daquele dia.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em continuidade aos rastreamentos para localização dos autores, os militares deslocaram até a Rua Vereador José de Almeida Mendonça, no mesmo bairro, onde o solicitante apontou aos policiais um indivíduo de 29 anos, como sendo o autor que comprou o combustível utilizado para incendiar seu supermercado.

Os militares abordaram o suspeito de 29 anos, próximo a residência dele. O mesmo confirmou ter comprado cinco litros de gasolina a mando de um indivíduo que também reside na rua Vereador José de Almeida Mendonça.

Disse ainda que comprou o combustível e o entregou um indivíduo que repassou para outro de 23 anos, que subiu sobre o telhado do supermercado e ateou fogo no estabelecimento. Os militares localizaram o suspeito de 23 anos, que a princípio negou a participação nos fatos. Os suspeitos de 23 e 29 anos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas.

Um quarto indivíduo foi citado pelos suspeitos como um dos autores do incêndio criminoso, mas ele não foi localizado pelos militares, bem como também não foi localizado o indivíduo, morador da Rua Vereador José de Almeida Mendonça, de idade não informada, suspeito de ser o mandante do crime. Este último é conhecido nos meios policiais pela prática ou suspeita de tráfico de drogas e outros crimes.

O proprietário do supermercado suspeita que o indivíduo citado seja o mandante do incêndio, uma vez que já entrou em atrito com o mesmo, devido o suspeito ter praticado furtos em seu estabelecimento, e por isso não gostou de ter sido monitorado pelos seguranças no local.

Os militares continuam o rastreamento aos demais suspeitos de causar o referido incêndio. Informações que possam ajudar na sua localização, podem ser passadas pelos telefones 190 ou 181 – Disque Denúncia Unificado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!