Aulas suspensas na rede pública do Rio devido à previsão de chuva forte

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A prefeitura do Rio de Janeiro, devido à antecipação da chegada da frente fria prevista pelo Sistema Alerta Rio, cancelou as aulas e o expediente nesta quarta (13), durante todo dia, nas escolas da rede municipal de ensino. A medida faz parte das ações para reduzir os efeitos das chuvas previstas para esta quarta-feira.

A Secretaria de Estado de Educação também decidiu cancelar as aulas das escolas da rede pública em todo o estado. O secretário Pedro Fernandes disse que, após tomar conhecimento do relatório da Defesa Civil, apontando a chegada de uma frente fria para esta quarta-feira, tomou a decisão de cancelar as aulas em toda a rede de educação nos três turnos. “Caberá a direção de cada escola estabelecer como fará a reposição das aulas perdidas”.

A chuva chegou na noite de hoje ao município do Rio, concentrando-se na zona norte, nos bairros da Ilha do Governador e São Cristóvão, à Baixada Fluminense e à região serrana do Rio, mas sem grande intensidade.

Segundo o serviço de meteorologia, estão previstas pancadas de chuva forte a ocasionalmente muito forte, acompanhadas de rajadas de vento forte e raios, a qualquer hora do dia, a partir desta madrugada até o início da noite.

Conforme o Sistema Alerta Rio, o volume de chuva pode ser maior do que o registrado na semana passada, quando o temporal provocou sete mortos . Em alguns pontos, o volume de chuva pode ser superior a 150 milímetros.

Estágio de Atenção
O município continua em estágio de atenção desde sábado passado (9), quando saiu do estágio de crise, segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio. O estágio de atenção é o segundo de uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada a ocasionalmente forte.

Em Petrópolis, a prefeitura preparou esquema para enfrentar as chuvas previstas para o Rio de Janeiro. A Defesa Civil orientou a população a evitar deslocamentos em caso de forte chuva. Os moradores de áreas de risco, onde estão instaladas sirenes, devem deixar suas casas em caso de acionamento do alerta.

Teresópolis, também na região serrana, permanece em estágio de atenção. Em Maricá, na região metropolitana do Rio, o estágio é de vigilância.

Segundo o serviço de meteorologia, as regiões mais propensas às tempestades severas são Costa Verde, sul fluminense, capital, Baixada Fluminense, região metropolitana e serrana. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!