Mais de 70% dos comerciantes acreditam que as vendas de Natal vão superar 2020

Após o grande impacto causado pela pandemia da Covid-19, uma pesquisa realizada pela Serasa Experian para medir a expectativa de vendas das micro, pequenas e médias empresas, revelou que 7 em cada 10 empreendedores do setor de comércio acreditam que as vendas de Natal deste ano serão melhores do que em 2020, ou seja, 69,6% apostam no melhor faturamento de seus negócios durante o período. Inclusive, 52,8% das empresas pretendem manter os preços praticados hoje. Com relação as regiões brasileiras, os empresários do Nordeste são os mais otimistas. 72,3% creem na melhoria das vendas, seguido da região Sudeste (62,6%), Norte, Centro-Oeste (62,5%) e Sul (60,7%).

De acordo com o vice-presidente de Pequenas e Médias Empresas e Identidade Digital da Serasa Experian, Cleber Genero, mesmo com um longo período difícil enfrentado pelas empresas, muitas souberam se reinventar na pandemia e devem aproveitar as grandes datas do comércio para recuperarem o caixa. “Com o avanço da vacinação e as pessoas voltando a circular com maior frequência, os empresários estão resgatando certa confiança e, de fato, precisam apostar no aumento das vendas, especialmente o Natal. Teremos nos próximos meses um bom termômetro para avaliar com mais eficiência a retomada das empresas de menor porte em 2022”, diz o executivo.

Expectativa de vendas por porte
O levantamento mostrou que durante o período do Natal as empresas de pequeno porte são as que mais estão com boas expectativas de faturamento (68,6%), seguidas pelas microempresas (63,5%) e as de médio porte (62,4%).

Ainda de acordo com o índice, 61% dos empreendedores de todos os portes estão confiantes que mesmo após o Natal as vendas seguirão em alta e com esta expectativa de melhora, 82,3% das MPMEs pretendem ou já contrataram novos funcionários para atender a demanda esperada até o fim do ano, além disso devem mantê-los em suas posições mesmo depois desse período.

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, as vendas durante o período do Natal podem ser um grande incentivo para a retomada econômica no cenário pós pandemia. “Em 2020 tanto a população quanto as empresas estavam cautelosas. As pessoas deixaram de comprar, pois não sabiam como seriam os próximos meses e consequentemente as empresas deixaram de faturar. Mas, após meses de incertezas já é possível voltar a planejar. O Natal pode ser o ponta pé inicial para esse movimento positivo na economia. A grande expectativa de voltar a crescer está tomando conta dos empresários, por isso já é possível fazer planos para o futuro e planejar contratações após um período alto de demissões em 2020”.

Metodologia
A pesquisa da Serasa Experian realizada em setembro de 2021 entrevistou 551 executivos de micro, pequenas e médias empresas em todo o país, que atendem consumidores, empresas ou os dois públicos. Participaram representantes dos segmentos de Serviços, Comércio Varejista, Comércio Atacadista e Indústria.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!