Epamig oferecerá cursos superiores de tecnologia a partir de 2022

O Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais (CEE) oficializou neste mês de dezembro o credenciamento dos institutos técnicos ligados à Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) à Rede Estadual de Ensino Superior. Com a inclusão, o Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), em Juiz de Fora, e o Instituto Técnico de Agropecuária e Cooperativismo (ITAC), em Pitangui, poderão ofertar, já em 2022, os cursos de Tecnologia em Laticínios e em Agropecuária de Precisão, respectivamente.

O credenciamento também possibilita a oferta de cursos de pós-graduação nas modalidades Lato Sensu e Stricto Sensu pelos dois institutos. As opções para a grade Lato Sensu poderão ser ofertadas a partir do segundo semestre de 2022. A diretora-presidente da Epamig, Nilda Ferreira Soares, classifica a decisão como um marco para a integração entre a pesquisa e o ensino. “Com essa autorização, nossas unidades de ensino evoluem para outro patamar, o que terá impacto positivo na Empresa como um todo. As duas atividades são complementares. O ensino superior abre novos campos para a pesquisa e a pesquisa contribui para a excelência do ensino”, afirma.

O curso superior de Tecnologia em Laticínios objetiva formar profissionais aptos a planejar, implantar, executar e avaliar os processos relacionados ao beneficiamento, industrialização e conservação de leite e derivados, da matéria-prima ao produto. “Permanecem no projeto pedagógico as características que sempre diferenciaram o curso técnico da Epamig ILCT: o conhecimento teórico associado às atividades práticas, com foco no desenvolvimento de projetos. O estudante terá formação específica para aplicação e desenvolvimento de pesquisa e inovação tecnológica; difusão de tecnologias; gestão de processos de produção de bens e serviços; e desenvolvimento da capacidade empreendedora”, assegura o coordenador pedagógico da Epamig, Frederico Passos.

O curso superior de Tecnologia em Agropecuária de Precisão da Epamig ITAC será o primeiro com este enfoque no Brasil. “Trata-se de um curso em Agropecuária que incorpora conteúdos teóricos e práticos voltados para os mais modernos conceitos da agricultura e da pecuária de precisão. É uma área nova, necessária e inovadora para o agronegócio de Minas Gerais e do Brasil”, destaca Frederico.

Cada curso vai ofertar, anualmente, 40 vagas. O ingresso se dará por meio de processo seletivo, com editais próprios, a serem disponibilizados no mês de janeiro de 2022, AQUI ou neste link.  A classificação utilizará a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O Regime Acadêmico será semestral, em tempo integral. As atividades didáticas serão distribuídas em cinco semestres letivos. O curso será presencial e o estágio supervisionado poderá ser realizado no sexto semestre do curso.

Por fazerem parte da Rede Pública de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais, os cursos serão gratuitos. Com informações da Assessoria de Comunicação da Epamig.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!